PUBLICIDADES
PUBLICIDADE
  • Facebook do Uirauna.net
  • Twitter do Uirauna.net
  • Canal do youtube do Uirauna.net
  • Instagram do Uirauna.net
  • Whatsapp do Uirauna.net
  • Feed do Uirauna.net
28 maio 2017

Vettel adota melhor estratégia nos boxes e comanda a dobradinha da Ferrari em Mônaco


Alemão derrota companheiro Raikkonen na tática do pit stop e vence. Hamilton é sétimo e Massa nono.

Como sempre o GP de Mônaco é uma corrida totalmente atípica do calendário da F1. Mesmo sendo uma corrida monótona sem quase nenhuma ultrapassagem, é uma corrida charmosa. E em 2017, a Ferrari conseguiu uma bela dobradinha nas ruas do principado. Sebastian Vettel venceu Kimi Raikkonen na estratégia dos boxes, e cruzou à frente. Daniel Ricciardo completou o pódio.

Lewis Hamilton até brigou, mas largar atrás em Mônaco é quase sempre uma derrota antecipada. O inglês terminou a prova em sétimo, duas posições à frente de Felipe Massa que finalizou em nono, marcando mais dois pontos.

Confira como foi a corrida.

Na largada, não teve acidentes. Raikkonen se manteve à frente, seguido por Vettel, Bottas, Verstappen e Ricciardo. Hamilton ganhou uma posição, enquanto Massa se manteve em 14o.

Raikkonen começou a abrir em relação a Vettel, que também abria em relação a Bottas. Após treze voltas de corrida, as Ferraris andavam praticamente sozinhas pelo traçado do principado.

Wehrlein tomou cinco segundos de posição por largar dos boxes de forma perigosa, quase atingindo Button, que também largou do pit.

Na volta 16, Hulkenberg teve um problema de câmbio e abandonou a prova. Perez também tinha problemas com o bico do carro danificado. O mexicano foi para os boxes fazer a troca.

Após 19 voltas, Hamilton era o décimo colocado, mas fazia um ritmo discreto, tanto que não fazia pressão em Kvyat, que era o nono no momento.

Pérez, após sair dos boxes, começou a forçar em cima de Lance Stroll, que até a volta 24, não tinha cometido nenhum erro. Vettel, aos poucos ia diminuindo sua diferença para Raikkonen. A distância que chegou a ser de dois segundos, já estava em apenas oito décimos, na volta 26.

Verstappen fez sua parada na volta 33, colocando pneus super macios. Uma volta depois foi a vez de Bottas parar. O finlandês voltou para a pista bem na frente de Verstappen.

Raikkonen parou no giro 35, enquanto isso, Vettel fazia voltas rápidas para que quando parasse, voltar o mais perto possível de Raikkonen, ou até mesmo à frente. Vettel parou no final da volta 39, e voltou à frente de Kimi Raikkonen, tática perfeita do alemão para ganhar a corrida.

Hamilton, que ainda não tinha parado, foi para os boxes na volta 47, voltando na sétima colocação. Vettel já abria mais de 10 segundos em relação a Kimi Raikkonen e ia livre para vencer a corrida.

Ricciardo tinha subido para a terceira colocação, superou Bottas durante sua parada. O australiano não estava satisfeito com a terceira posição e diminuía sua desvantagem em relação a Kimi Raikkonen, que não tinha um bom ritmo de pneus supermacios.

Na volta 60, Pascal Wehrlein apareceu com o carro virado na entrada do túnel, com o Santo Antônio virado para o lado dos pneus. O piloto estava consciente, só que não conseguia sair do carro, pela posição em que ficara.

O acidente foi com o carro de Jenson Button, que ao tentar passar Wehrlein, acabou levantando a Sauber. O Safety Car entrou na pista e Massa aproveitou o momento para fazer outra parada nos boxes.

622_4879a2a3-df9c-3bde-a942-90d455e561c4

Marcus Ericsson conseguiu bater com o Safety Car na pista, bem na Saint Devote. Na volta 67, o carro de segurança se retirou e a corrida recomeçou.

Na relargada, Vandoorne bateu no mesmo ponto de Ericsson, mas o resgate do carro parado foi rápido, não tendo a necessidade de outra intervenção do Safety Car. Ricciardo também deu um pequeno toque no guard-rail, mas sem prejuízos.

Um trecho do asfalto da Saint Devote estava se soltando, alguns pilotos reclamava que aquilo estava prejudicando a entrada da curva. Verstappen começou a pressionar Valtteri Bottas, em busca da quarta colocação.

Na volta 72, Perez tentou fazer uma ultrapassem improvável de sucesso em cima de Kvyat na Rascasse, obviamente os dois se tocaram. Pior para o russo, que teve que abandonar. Perez foi para os boxes para trocar os pneus.

Stroll não encontrou o muro durante a corrida, mas teve que abandonar por problemas no carro. Enquanto isso, a Williams de Felipe Massa já aparecia em nono, salvando dois pontos para o campeonato.

Vettel tinha o caminho livre para vencer e completou as 78 voltas do GP na frente. Raikkonen cruzou em segundo e Ricciardo completou o pódio em terceiro. Hamilton conseguiu a sétima colocação. Massa passou em nono.

A Fórmula 1 volta em duas semanas com o GP do Canadá, em Montreal.

622_4879a2a3-df9c-3bde-a942-90d455e561c4

Confira o resultado do GP de Mônaco:

1) Sebastian Vettel (ALE/Ferrari)
2) Kimi Räikkönen (FIN/Ferrari)
3) Daniel Ricciardo (AUS/Red Bull-TAG Heuer)
4) Valtteri Bottas (FIN/Mercedes)
5) Max Verstappen (HOL/Red Bull-TAG Heuer)
6) Carlos Sainz (ESP/Toro Rosso-Renault)
7) Lewis Hamilton (ING/Mercedes)
8) Romain Grosjean (FRA/Haas-Ferrari)
9) Felipe Massa (BRA/Williams-Mercedes)
10) Kevin Magnussen (DIN/Haas-Ferrari)
11) Jolyon Palmer (ING/Renault)
12) Esteban Ocon (FRA/Force India-Mercedes)
13) Sergio Pérez (MEX/Force India-Mercedes)
OUT) Lance Stroll (CAN/Williams-Mercedes)
OUT) Daniil Kvyat (RUS/Toro Rosso-Renault)
OUT) Stoffel Vandoorne (BEL/McLaren-Honda)
OUT) Marcus Ericsson (SUE/Sauber-Ferrari)
OUT) Pascal Wehrlein (ING/Sauber-Ferrari)
OUT) Jenson Button (ING/McLaren-Honda)
OUT) Nico Hülkenberg (ALE/Renault)

Fonte: Lance!

Comentários

Nome

E-mail

Comentário