PUBLICIDADES
PUBLICIDADE
  • Facebook do Uirauna.net
  • Twitter do Uirauna.net
  • Canal do youtube do Uirauna.net
  • Instagram do Uirauna.net
  • Whatsapp do Uirauna.net
  • Feed do Uirauna.net
7 fev 2018

Vasco não dá chances aos chilenos e avança para a próxima fase da Liberta


Depois de golear por 4 a 0 na primeira partida, o Vasco garantiu a classificação para a próxima fase da pré-Libertadores ao derrotar o Universidad Concepción por  2 a 0 em partida disputada na noite desta quarta-feira, em São Januário.  Os gols foram marcados por Paulinho e Yago Pikachu, ambos no primeiro tempo. Na próxima etapa da competição sul-americana, o Vasco vai enfrentar o ganhador do clássico boliviano entre Jorge Wilstermann e Oriente Petrolero, que duelam nesta quinta-feira. Na ida,o Wilstermann ganhou, de virada, por 2 a 1.

O resultado foi justo. O Vasco começou bem melhor e abriu uma vantagem logo no início da partida. No segundo tempo, o time cruz-maltino perdeu Erazo, expulso por agredir um adversário, e teve que diminuir seu ímpeto para suprir o desfalque e se preocupar apenas em administrar a vantagem. O Concepción chegou a ameaçar no segundo tempo, mas tambem teve um jogador excluído e desistiu de lutar por um melhor resultado.

O jogo – Apoiado por uma torcida entusiasmada, o Vasco partiu para o ataque assim que a bola rolou. E depois de ter exigido duas saídas do goleiro Muñoz, o time de São Januário marcou o primeiro gol aos seis minutos. Wagner foi lançado pela esquerda e cruzou para a entrada fulminante de  Paulinho que bateu firme para o gol. Foi o mais jovem jogador do Vasco a marcar um gol na Libertadores.

Depois de sair na frente, o time de São Januário passou a cadenciar o jogo, enquanto o Universidad, sem outra alternativa, partiu para tentar o gol do empate. Aos 16 minutos, Morales mandou a bomba, Martín Silva defendeu parcialmente e depois dividiu com Martinez para evitar o empate, mas o árbitro marcou impedimento do jogador chileno.

A resposta cruz-maltino fez boa jogada individual e bateu de esquerda para boa defesa de Cristian Muñoz.

A equipe chilena ficava mais tempo com a bola no pé e procurava espaços para penetrar na defesa do Vasco. Aos 19 minutos, Droguett chutou forte para boa defesa de Martín Silva. O goleiro uruguaio voltou a aparecer bem aos 25 minutos, Ele saiu jogando errado, mas conseguiu se recuperar e fazer grande defesa na conclusão de Santiago Silva.

O time da casa permitia que o adversário ficasse com a bola para tentar aproveitar os espaços, mas o meio-campo mostrava lentidão e não conseguia construir boas jogadas de ataque.

O Vasco só voltou a incomodar aos 32 minutos em cobrança de falta executada por Evander, mas a zaga chilena aliviou o perigo.

Aos 39 minutos, o Universidad Concepción deu novo susto na torcida. Após cruzamento na área, Morales cabeceou com grande perigo, mas a bola encobriu o travessão defendido por Martín Silva.

Mesmo sem produzir um grande futebol, o Vasco ampliou aos 42 minutos. Pikachu iniciou a jogada pela direita e depois apareceu na pequena área, pela esquerda, para cabecear o cruzamento de Paulinho.

O Universidad voltou modificado para o segundo tempo e passou a pressionar. Logo aos três minutos, o zagueiro Erazo agrediu Pacheco com uma cotovelada e recebeu cartão vermelho, deixando o Vasco com um jogador a menos. Para recompor a defesa, o técnico Zé Ricardo trocou o meia Evander pelo zagueiro Paulão.

Com um jogador a menos, o Vasco passou a administrar a vantagem enquanto o time visitante tentava pressionar para marcar, pelo menos, o primeiro gol. Aos 16 minutos, o lateral De la Fuente entrou muito forte em Wagner e também recebeu cartão vermelho.

Em igualdade de condições, o Vasco voltou a determinar o ritmo da partida. Aos 17 minutos, Rios fez boa jogada e cruzou para a entrada de Paulinho, mas a zaga chilena conseguiu desviar para escanteio.

Aos 21 minutos, o Vasco quase chegou ao terceiro gol. Andrés Rios investiu pela direita e cruzou para a entrada de Paulinho, mas o zagueiro Pacheco conseguiu desviar e impedir a conclusão do atacante brasileiro. Logo depois, Zé Ricardo trocou o volante Desábato pelo atacante colombiano Riascos  que vinha sendo pedido pela torcida. O jogador argentino, um dos destaques da equipe, pediu para sair. Para recompor o meio campo, o treinador do Vasco colocou o volante Andrey e tirou Wagner.

Aos 34 minutos, Riascos foi lançado pelo meio, ganhou do zagueiro, mas bateu para fora. Um minuto depois, o atacante colombiano desperdiçou outra grande oportunidade, ao desviar para fora um passe preciso de Henrique,

Na busca pelo chamado gol de honra, o Concepción só voltou a ameaçar aos 40 minutos em chute forte de Drogett que desviou na zaga e encobriu o travessão defendido por Martín Silva.

FICHA TÉCNICA

VASCO-BRA 2 X 0 UNIVERSIDAD CONCEPCIÓN-CHI

Local: São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)

Data: 7 de fevereiro de 2018 (Quarta-feira)

Horário: 21h45 (de Brasília)

Público: 11.424 pagantes

Árbitro: José Argote (Venezuela)

Assistentes: Carlos Lopez e Luiz Murillo(Venezuela).

Cartão Amarelo: Mencia, Morales, Droguett, Amarilla(Univ)

Cartão Vermelho: Erazo(Vas); De la Fuente(Univ)

Gols:

VASCO: Paulinho, aos seis minutos e Yago Pikachu aos 42 minutos do primeiro tempo

VASCO: Martín Silva; Yago Pikachu, Ricardo, Erazo e Henrique; Leandro Desábato (Riascos), Wellington, Evander (Paulão) e Wágner (Andrey); Paulinho e Andrés Rios

Técnico: Zé Ricardo

UNIVERSIDAD CONCEPCIÓN: Cristian Muñoz; Pacheco, Mencia, Felipe Muñoz e De la Fuente; Camargo, Droguett, Meneses e Pedro Morales; Benitez (Riveros) e Santiago Silva (Amarilla)

Técnico: Francisco Bozán

Comentários

Nome

E-mail

Comentário