PUBLICIDADES
PUBLICIDADE
  • Facebook do Uirauna.net
  • Twitter do Uirauna.net
  • Canal do youtube do Uirauna.net
  • Instagram do Uirauna.net
  • Whatsapp do Uirauna.net
  • Feed do Uirauna.net
4 jul 2015

Vasco leva gol de bicicleta, perde para Chape e continua na degola


Campeonato_Brasileiro-Chapecoense_x_Vasco_LANIMA20150704_0149_53

O Vasco não suportou a Chapecoense na noite gelada – menos de seis graus – de Santa Catarina, que venceu por 1 a 0, com um gol de bicicleta na etapa derradeira. A estratégia de Celso Roth, jogar atrás para marcar no contra-ataque, que tivera êxito nas duas partidas anteriores, desta vez não funcionou, principalmente depois que Christianno e Jhon Cley foram expulsos.

Os cruz-maltinos começaram excessivamente recuados, e o time local, como previsto, pressionando e apanhando todos os rebotes da zaga carioca, deixando a impressão que marcaria a qualquer momento. Mas não conseguia acertar a pontaria. Por volta dos 20 minutos, o Vasco resolveu sair um pouco mais. No entanto, errava passes, e seguia com dificuldades para prender a bola na frente.

Assim, a Chapecoense continuava, efetivamente, mais próxima da baliza adversária. Aos 36, por exemplo, Dener cruzou e Camilo não alcançou, livre, na pequena área. Assim, não seria exagero afirmar que o 0 a 0 acabou ficando de bom tamanho para o time do Rio, que voltou do intervalo com Jhon Cley no lugar de um apagado Emmanuel Biancucchi, para dar mais equilíbrio ao meio-campo.

Mas com um minuto, Christianno agarrou Camilo, que entraria livre na área, e recebeu o cartão vermelho. Celso Roth trocou Gilberto por Lucas, e passou a apostar que Riascos poderia salvar a pátria, sob o ponto de vista ofensivo. No tabuleiro de xadrez, Vinícius Eutrópio lançou Vágner na vaga de Elicarlos, para ampliar o poder de seu ataque. Daí em diante, o Vasco assumiu definitivamente a retranca. E os catarinenses colocaram Roger e Maranhão. A ordem era abafar de vez.

Aos 29, Camilo cobrou falta, o zagueiro Neto aparou e mandou uma bela bicicleta à esquerda de Charles, abrindo o placar. Logo depois, John Cley, que já havia sido advertido, também foi expulso. Restava evitar o pior, dado que os cruz-maltinos já têm a defesa mais vazada do Brasileiro. Logo, bastou aos catarinenses segurar o resultado, por sinal merecido.

Na próxima rodada, o Vasco enfrenta o São Paulo, no Estádio Mané Garrincha, na quarta-feira. Já a Chapecoense recebe o Grêmio, novamente na Arena Condá, também na quarta-feira.

FICHA TÉCNICA:
CHAPECOENSE 1 X 0 VASCO

Local: Arena Condá, Chapecó (SC)
Data: 4/7/2015, 21h
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG-Fifa)
Auxiliares: Fabricio Vilarinho da Silva (GO-Fifa) e Marcio Eustaquio S Santiago (MG)
Renda/Público: R$ 57.810,00 / 4.349 presentes
Cartões amarelos: Bruno Rangel (Chapecoense), Guiñazu e Jhon Clay (Vasco)
Cartões vermelhos: Christiano e Jhon Clay (Vasco)

Gol: Neto, aos 29’/2°T (1-0)

CHAPECOENSE: Danilo, Apodi, Rafael Lima, Neto e Dener; Elicarlos (Wagner, aos 11’/2°T), Bruno Silva (Roger, aos 27’/2°T), Cleber Santana, Hyoran (Maranhão, aos 26’/2°T) e Camilo; Bruno Rangel. Técnico: Vinícius Eutrópio.

VASCO: Charles, Madson, Anderson Salles, Aislan e Christiano; Guiñazú, Serginho, Julio Cesar e Emanuel Biancucchi (Jhon Clay, no intervalo); Riascos (Thalles, aos 34’/2°T) e Gilberto (Lucas, aos 4’/2°T). Técnico: Celso Roth

LANCENET!

Comentários

Nome

E-mail

Comentário