PUBLICIDADES
PUBLICIDADE
  • Facebook do Uirauna.net
  • Twitter do Uirauna.net
  • Canal do youtube do Uirauna.net
  • Instagram do Uirauna.net
  • Whatsapp do Uirauna.net
  • Feed do Uirauna.net
11 jan 2017

Rússia tem informações para chantagear Trump, revela dossiê vazado pela imprensa


Nos últimos meses, não foram poucas as notícias e as autoridades que sugeriram uma interferência russa no resultado das eleições presidenciais dos Estados Unidos. Agora, um documento pode confirmar isso.

Divulgado pela imprensa americana nesta terça-feira (10), um relatório supostamente secreto afirma que a inteligência russa vem “ajudando e apoiando” o presidente eleito Donald Trump há anos.

Além disso, o documento revela também que o governo de Vladimir Putin teria informações confidenciais sobre a vida pessoal e movimentações financeiras comprometedoras de Trump.

A CNN divulgou a informação primeiro, citando fontes oficiais com conhecimento direto do documento. Em seguida, o Buzzfeed afirmou que o relatório tem circulado entre funcionários do governo, agentes de inteligência e jornalistas há semanas e que as informações não são verificadas. O site divulgou, inclusive, uma cópia do relatório.

“O BuzzFeed está publicando o documento completo para que os americanos possam tirar suas próprias conclusões sobre as denúncias contra o presidente eleito, que circularam nos mais altos níveis do governo dos EUA”, publicou o site americano.855g63hxi4ag46sa5s2nac90t

De acordo com a CNN, o FBI ainda está investigando o dossiê. Ainda segundo informações do site de notícias, o atual presidente norte-americano, Barack Obama, e seu sucessor, Donald Trump, receberam cópias do documento em uma reunião secreta sobre a interferência russa no país.

Segundo o dossiê, Trump tem recebido o apoio russo há cinco anos. O americano estaria envolvido em atividades do Serviço Federal de Segurança da Rússia (FSB), em Moscou. Algumas dessas atividades, organizadas pelo próprio FSB, incluíam “atos sexuais pervertidos”, diz o documento.

O relatório indica que os russos têm vídeos do presidente eleito em orgias com prostitutas em hotéis na capital russa. As farras eram organizadas pelo serviço russo durante as constantes visitas de Trump ao país.

“O comportamento pouco ortodoxo de Trump na Rússia ao longo dos anos teria fornecido às autoridades russas bastante material embaraçoso sobre o republicano para poder chantageá-lo se assim o desejassem”, disse o relatório.

No Twitter – canal frequentemente utilizado por Trump para fazer declarações públicas –, o republicano afirmou que o assunto se trata de “notícias falsas”, com a hashtag #FakeNews. Nesta quarta-feira (11), a Rússia negou ter informações comprometedoras sobre o futuro presidente norte-americano.

“O Kremlin não tem informações comprometedoras sobre Trump”, disse à imprensa o porta-voz do presidente Vladimir Putin, Dimitry Peskov, que afirmou que estas alegações pretendem “minar a relação bilateral” russa e norte-americana.

Fonte: iG

Comentários