PUBLICIDADES
PUBLICIDADE
  • Facebook do Uirauna.net
  • Twitter do Uirauna.net
  • Canal do youtube do Uirauna.net
  • Instagram do Uirauna.net
  • Whatsapp do Uirauna.net
  • Feed do Uirauna.net
27 jun 2016

Projeto “Mãos na Vila” homenageia jornalista José Nêumanne Pinto


A Vila do Artesão recebeu na tarde deste sábado, 25, o consagrado jornalista paraibano José Nêumanne Pinto, que passou a fazer parte do rol de personalidades que deixaram suas marcas na calçada por meio do projeto “Mãos na Vila”.

Natural de Uiraúna, no Sertão do Estado, Nêumanne iniciou sua carreira no jornalismo em Campina Grande, no Diário da Borborema, em 1967, trabalhou na Rádio Caturité, conduzindo o programa “A Sétima Arte” como crítico de cinema, além de ter publicado diversos livros a exemplo da obra poética “Barcelona Borborema”. Esse currículo gabaritou o profissional, como campinense adotado e como intelectual, a receber essa merecida homenagem.

Na oportunidade, José Nêumanne Pinto chegou a Vila do Artesão acompanhado por sua esposa, Maria Isabel Pimentel de Castro, como também pelo coordenador de Comunicação da Prefeitura de Campina Grande, Marcos Alfredo.

jose_neumane_pinto
“É uma grande alegria e uma honra. Primeiro por estar em Campina Grande. Sou natural de Uiraúna, mas na adolescência morei na Rainha da Borborema. Admiro o trabalho dos artesãos e convivo com o artesanato desde a minha infância. Esse reconhecimento é de uma grandeza extraordinária e estou tomado de felicidade”, disse o jornalista.

Os comentários sobre o cenário político brasileiro, seja na TV ou nas páginas dos jornais, tornaram Nêumanne reconhecido no país inteiro pela sua firmeza e presteza pelo uso da frase “direto ao assunto”. Além dessas palavras, ficará gravada em Campina Grande a marca de suas mãos, o que eternizará essa personalidade na Rainha da Borborema.

José Nêumanne Pinto fez questão de registrar sua relação os festejos de junho, lembrando que durante a juventude dançou quadrilha junina e se apaixonou por essa época do ano.

“Depois que Ronaldo Cunha Lima inventou O Maior São João do Mundo acabei transferindo meus festejos para Campina Grande. Procuro estar aqui em todas as edições e me identifico com o forró, porque é o único ritmo que consigo dançar até certo ponto, além de ser um estilo musical que tem um senso estético que me permite acompanhar os movimentos”, concluiu o homenageado.

O projeto “Mãos na Vila” segue realizando suas homenagens a artistas, intelectuais e figuras diversas que contribuem para o fortalecimento da cultura e das tradições regionais em Campina Grande. A Vila do Artesão está localizada na avenida Almeida Barreto, no bairro do São José.

Comentários

Nome

E-mail

Comentário