PUBLICIDADES
PUBLICIDADE
  • Facebook do Uirauna.net
  • Twitter do Uirauna.net
  • Canal do youtube do Uirauna.net
  • Instagram do Uirauna.net
  • Whatsapp do Uirauna.net
  • Feed do Uirauna.net
26 dez 2016

Programas de humor não são mais feitos para rir


Não sei se é moda ou se tem que ser assim mesmo, mas o grande problema que afeta os humoristas dos tempos atuais é a falta de graça.

São muitos os que se intitulam como tal, mas parece um combinado entre eles para ninguém ser engraçado.

O “Zorra Total” virou “Zorra”, apresentou inovações e adotou uma maneira bem diferente de se apresentar, inclusive com várias alterações em seu elenco.

Mas o problema, como já existia no seu antecessor, é que ele continua com as mesmas deficiências. Pode até ser um programa bem humorado, mas em momento nenhum, consegue arrancar um sorriso rasgado de ninguém. Gargalhada, então, nem pensar.

Outros exemplos na mesma linha são aqueles que o Multishow tem de baciada. A boa maioria deles foi feita, parece até que de forma proposital, para não levar ninguém a um ataque de risos.

É uma limitação que dá dó.

montagem-xuxa-e-silvio-santos-no-teleton-2015-1445866072858_615x300

Separando as coisas

Até porque não seria justo e nem combinaria colocar todos na mesma gaveta, já houve tempos, não tão distantes assim, que os programas de humor eram feitos para as pessoas rirem.

Não vai aqui nenhum saudosismo, mas está complicado encontrar outros Chico Anysio, Jô Soares, Golias e até Tom Cavalcante ou Márvio Lúcio, o Carioca, entre os mais novos.

Caiu na graça

Marcela Monteiro, repórter do “Vídeo Show”, mas que também é atriz e apresentadora, é alguém que a Globo está apostando.

Mesmo com seu trabalho assegurado no programa, existe o desejo de aproveitá-la em outros projetos.

UOL

Comentários

Nome

E-mail

Comentário