PUBLICIDADES
PUBLICIDADE
  • Facebook do Uirauna.net
  • Twitter do Uirauna.net
  • Canal do youtube do Uirauna.net
  • Instagram do Uirauna.net
  • Whatsapp do Uirauna.net
  • Feed do Uirauna.net
26 nov 2014

Princípio de Rebelião no Presídio Romero Nóbrega em Patos


04c10efe5ff30d8cfce1fefd0d95a633Um princípio de rebelião foi registrado no Presídio Romero Nóbrega em Patos, na manhã desta quarta-feira (26/11). Segundo informações divulgadas pela Rádio Espinharas, um detento foi esfaqueado no pescoço, no momento que acontecia a visita íntima.

Esse fato gerou um tumulto, ocasionando corre-corre, gritos e muito medo por parte de mulheres que participavam da visita íntima.

Segundo informações, o preso ferido (que não teve a identidade revelada) foi conduzido para o Hospital Regional de Patos, para receber atendimento médico.

Rapidamente se formou um aglomerado de pessoas na frente do presídio, tendo como maioria, familiares de apenados.

Algumas mulheres, que participaram da cobertura da Rádio jornalística da Rádio Espinharas, fizeram denúncia, reclamando de alguns procedimentos por parte de funcionários do presídio. Elas reclamaram da verificação na comida dos apenados levada por familiares. Segundo elas (mulheres), mesmo com a máquina de raio x, os agentes ainda reviram muito os alimentos levados por familiares.

56be3b7c8077c8ed0d5e5a97765e45dfBOPE deverá retirar causadores do tumulto do Presídio de Patos. Afirma Tenente Layla. Escute

Em entrevista ao repórter Higo de Figueiredo (Rádio Espinharas) na tarde desta quarta-feira, dia 26, a tenente da polícia militar Jéssica Layla, comentou sobre o princípio de rebelião registrado no Presídio Romero Nóbrega aqui em Patos.

Segundo ela, os próprios agentes penitenciários resolveram a situação, já tendo apaziguada toda a situação, sendo que a polícia militar prestou apenas o apoio necessário.

A tenente também informou que o Batalhão de Operações Especiais – BOPE do 3º BPM, irá fazer ainda na tarde desta quarta, uma inspeção nas celas, identificar e retirar os causadores do tumulto.

Escute a entrevista

Patos Online

Comentários

Nome

E-mail

Comentário