PUBLICIDADES
PUBLICIDADE
  • Facebook do Uirauna.net
  • Twitter do Uirauna.net
  • Canal do youtube do Uirauna.net
  • Instagram do Uirauna.net
  • Whatsapp do Uirauna.net
  • Feed do Uirauna.net
13 jun 2017

Narrador da Globo desfaz teoria da conspiração de Avaí x Flamengo


O empate em 1 a 1 entre Avaí e Flamengo do último domingo segue dando o que falar por causa de uma suspeita de interferência externa na decisão do árbitro Paulo Schleich Vollkopf, que marcou pênalti para a equipe catarinense, mas depois voltou atrás.

Nas redes sociais, torcedores acusaram a Rede Globo de ter influenciado na decisão do juiz devido à forma como o narrador Luis Roberto descreveu a jogada.

Nesta segunda-feira, mesmo passando férias no Chile, o jornalista fez questão de se explicar em um vídeo gravado para o programa Bem, Amigos!, do SporTV.

Internautas exaltados consideraram que Luis Roberto disse que a arbitragem iria “consultar a gente”, dando a entender que a imprensa influenciou na decisão.ministro-da-fazendaheirique-meireles

O narrador se explicou: “Sobre esse assunto, que nem deveria ser assunto… Não consigo entender onde a imaginação das pessoas vai chegar. A turma da teoria da conspiração é absurdamente forte.

Como vocês podem mostrar, eu disse na transmissão, quando o juiz resolveu ouvir de novo a equipe da arbitragem, disse: ‘Ih, vai consultar gente de novo’”, justificou.

“Obviamente que todos nós sabemos que a TV Globo não tem nenhuma interferência em nenhum tipo de esporte, muito pelo contrário, nós prezamos a lisura do esporte, até porque ele é muito mais legal quando ele é jogado dentro das regras. Então, não tem polêmica, absolutamente, não tem polêmica”, completou. Torcedores catarinenses também reclamaram da forma efusiva como Luis Roberto “comemorou” a mudança de decisão favorável ao Flamengo.

Nos últimos anos, o Brasileirão registrou casos flagrantes de interferência externa (quando o juiz muda sua decisão após receber um recado de alguém que não pertence ao quarteto de arbitragem).

O Avaí pedirá uma investigação sobre o caso. O chefe da comissão de arbitragem da CBF, coronel Marcos Marinho, garantiu após o jogo que a decisão foi tomada apenas pela equipe de arbitragem do jogo.

Fonte:  Da Placar 

Comentários

Nome

E-mail

Comentário