PUBLICIDADES
PUBLICIDADE
  • Facebook do Uirauna.net
  • Twitter do Uirauna.net
  • Canal do youtube do Uirauna.net
  • Instagram do Uirauna.net
  • Whatsapp do Uirauna.net
  • Feed do Uirauna.net
11 out 2016

Movimento de defensores fará manifestação de apoio à atividade em JP


Os defensores da vaquejada vão realizar nesta terça-feira (11), em João Pessoa, movimento em apoio à atividade. O ato será na Praça da Independência, às 9 horas. Depois da concentração, o grupo vai seguir em caminhada pela Av. Maximiano de Figueiredo, sentido Praça 1817 e Assembleia Legislativa.

A ideia, segundo os organizadores, é mostrar para toda a sociedade e opinião pública a importância da vaquejada no Nordeste, como movimento cultural, atividade  econômica, fonte produtora de renda e geração de emprego.

A preocupação é que precisamos unir forças, através do poder público, para que a gente impulsione a votação do Projeto de Lei, que tramita no Senado, que reconhece a vaquejada e o rodeio como atividades culturais. Já foi aprovado pela Câmara e, agora, precisa passar pelo Senado”, relata  Valter Trigueiro Júnior, um dos coordenadores do movimento.

Semana passada, o STF considerou a atividade inconstitucional. A decisão foi depois de analisar uma caso específico de legislação do Ceará. Mas deve gerar repercussão geral em todo o país.

Debates na AL e na CMJP

O assunto deve ser discutido na AL e na CMJP, nos próximos dias. Na Assembleia, dois requerimentos para realização de audiência pública vão ser apresentados amanhã (11); um de Raniery Paulino (PMDB) e outro de Arthur Cunha Lima Filho (PRTB). Na Câmara, o pedido de audiência será feito pelos vereadores Dinho (PMN) e João dos Santos (PT do B).

Porque se permanecer a decisão do STF os danos serão enormes. A gente não tem noção do que vai acontecer com o Nordeste. São mais de um milhão de empregos diretos e indiretos”, argumenta Valter Trigueiro Júnior.

Na sessão desta terça-feira, na AL, o grupo pró-vaquejada vai entregar aos deputados e a mesa diretora uma nota de repúdio à decisão do STF.

Nas ruas

A movimentação nas ruas só está começando. Grupos que relacionam a atividade a maus-tratos aos animais se organizam numa contraofensiva, caso haja sinais de mudança de rumo no STF.

brasileirao-2016

Fonte: Jornal da Paraíba

Comentários

Nome

E-mail

Comentário