PUBLICIDADES
PUBLICIDADE
  • Facebook do Uirauna.net
  • Twitter do Uirauna.net
  • Canal do youtube do Uirauna.net
  • Instagram do Uirauna.net
  • Whatsapp do Uirauna.net
  • Feed do Uirauna.net
24 dez 2014

Medina teme por privacidade, cita ídolos e se anima com badalação


Coletiva-Gabriel-Medina-Douglas-PingituroFutura_LANIMA20141223_0116_51Gabriel Medina foi campeão mundial de surfe na última sexta-feira, mas só nesta terça começou a ter noção do feito alcançado nas ondas mais famosas do mundo, em Pipeline, no Havaí. O primeiro brasileiro a conquistar o título, e que ainda igualou o feito de Kelly Slater ao ser o mais jovem da história a erguer a taça, chegou ao Brasil sob maciça presença de fãs no Aeroporto de Guarulhos. Horas depois, ele concedeu uma concorrida entrevista coletiva no centro de imprensa de um hotel próximo ao aeroporto, e foi ainda mais surpreendido pelo alto número de pessoas interessadas em sua conquista e também no esporte.

– Eu nunca imaginaria que tantas pessoas estariam me recebendo. Esse assédio dá uma assustada, sim. Foi uma batalha para chegar no carro, por exemplo. Tenho medo de perder a privacidade que eu tinha antes, mas seja o que Deus quiser, vou ser sempre eu. É porque agora ainda não caiu a ficha. Eu não andei na rua, por exemplo. Nos próximos dias é que vou sentir isso – disse o surfista de 21 anos recém-completos.

– Fui preparado para ser ídolo com meus outros ídolos. Guga, Ayrton, Neymar até… Todos temos orgulho de ser brasileiros, e como foi para eles, um sonho meu se tornou realidade. Muita gente diz que eu tenho a personalidade parecida com a do Ayrton. Eu sou frio também, focado como ele, mesmo quando acontecia algo que não gostava. Esse jeito de ser, brasileiro, me inspirou bastante. Eu sou muito fã do Senna. Infelizmente não tive a oportunidade de conhecer ele ao vivo, mas me apaixonei pela história dele. Ele representava muito bem o Brasil – disse Medina, que afirmou, ainda, ter se emocionado ao assistir pela TV o filme da vida do piloto, morto enquanto trabalhava em maio de 1994.

Nesta terça, Medina ganhou a réplica de um capacete de Ayrton Senna entregue por Bianca, sobrinha do eterno ídolo nacional.

Durante o contato com a imprensa, Medina ainda viu o padrasto Charles pagar uma das promessas feitas para que o filho conquistasse o mundo em cima da prancha. O marido de Simone, mãe do campeão mundial, bebeu uma lata de guaraná – ele ainda promete comer chocolate e fazer uma tatuagem nos próximos dias. Medina, que ficou sentado entre o padrasto e a mãe, se emocionou ao relembrar os momentos seguintes ao título mundial conquistado no Havaí.

– Quando passou tudo no Havaí, entrevistas, premiação, eu cheguei em casa, fui pro banho e a única coisa que fiz foi me abaixar no chuveiro e agradecer a Deus. Eu não estava esperando tudo aquilo. Dei minha choradinha também… – disse, emocionado, mas entre risos, o paulista de São Sebastião.

Ao repetir a expressão “eu nunca esperava” mais uma vez, Medina mostrou orgulho por ter feito muita gente que não entende as regras do surfe comemorar seu título como se fosse em um jogo de futebol da Seleção Brasileira.

– Tem pessoas que não entendiam de surfe, e conheci vários no Havaí, que assistiram tudo. Acho muito legal alcançar esse tipo de gente. Eu nunca esperava!

 LANCENET! 

Comentários