PUBLICIDADES
PUBLICIDADE
  • Facebook do Uirauna.net
  • Twitter do Uirauna.net
  • Canal do youtube do Uirauna.net
  • Instagram do Uirauna.net
  • Whatsapp do Uirauna.net
  • Feed do Uirauna.net
6 dez 2015

Internacional vence o Cruzeiro, mas não consegue vaga no G4


56649c18d2a25

O Internacional cumpriu o seu objetivo. Atuando no Beira-Rio e precisando dos três pontos para seguir com chance de classificação para a Libertadores, derrotou o Cruzeiro por 2 a 0, gols de Vitinho, um em cada tempo. Com isso chegou aos 60 pontos. Mas morreu na praia, já que o São Paulo venceu  o Goiás no Serra Dourada e  garantiu o quarto lugar (e a última vaga na competição sul-americana).

 Para o Cruzeiro, a derrota também foi amarga. No jogo que marcou a despedida do treinador Mano Menezes (vai para o Shandong Luneng, da China), perdeu uma invencibilidade de 13 partidas – a maior da Raposa em Brasileiros. O time mineiro encerrou a sua campanha com 55 pontos.

Vale lembrar que, com o quinto lugar, o Internacional só entrará nas oitavas da Copa do Brasil e ainda receberá da CBF R$ 2,2 milhões.

A partida teve uma ação do Bom Senso. os jogadores, antes da bola rolar, cruzaram os braços durante um minuto como forma de pressionar pela renúncia definitiva de Marco Polo del Nero e eleição para se conhecer o novo presidente da entidade.

O Internacional começou pressionado e, por muito pouco, o Cruzeiro não saiu na frente numa boa trama entre Willian e De Arrascateta. O uruguaio chutou para difícil defesa de Alisson. Porém, depois disso, o Internacional foi se acalmando, adiantando a marcação e buscando jogar nas costas dos laterais. Assim, passou a comandar as ações a partir dos dez minutos. Criou duas oportunidades com Alex e chegou ao gol aos 25 minutos. Avançando pelo meio, Anderson lançou o lateral-esquerdo Artur, que foi ao fundo e cruzou. Vitinho, bem posicionado à direita da área, pegou de primeira, cruzado, sem chance para o goleiro Rafael.

Apoiado a torcida, que compareceu bom número ao Beira Rio (29.836 pagantes), o Inter passou a sufocar o Cruzeiro e chegou até a fazer o segundo gol numa cabeçada de Ernando. Mas foi bem anulado, pois Paulão, que deu o primeiro toque, estava em impedimento. Pouco depois, Alex chegou um segundo atrasado e não concluiu para gol uma bola muito bem lançada por Vitinho, o melhor em campo.

No segundo tempo,  o Cruzeiro voltou com Alano no lugar de William Farias. Era uma tentativa de Mano Menezes para deixar o time mineiro mais ofensivo. Só que não adiantou. O time voltou muito pior e o Internacional seguiu bem mais perigoso, com seus zagueiros aparecendo bem em lances de bola parada. Paulão, por exemplo, no intervalo de dois minutos, teve duas chances que foram defendidas pelo goleiro Rafael.

O Cruzeiro levou o golpe fatal aos 16 minutos. Após falha infantil de Grolli e, principalmente, de Mayke, Lisandro López entrou livre na área e tocou para Vitinho, sozinho, sem goleiro. O artilheiro apenas tocou para o gol vazio. A torcida ainda comemorava o gol quando alguém soltou a informação falsa que o Goiás saíra na frente do São Paulo: por alguns segundos o estádio veio abaixo.

O Colorado teve tudo para ampliar, aos 38 Rodrigo Dourado perdeu na cara do goleiro. Mas todas as atenções estavam mesmo voltadas para o jogo no Serra Dourada.  Quando saiu o gol do São Paulo, já nos acréscimos, os torcedores começaram a deixar o estádio, mas aplaudindo o esforço do dos jogadores do Internacional nas últimas rodadas.

FICHA TÉCNICA
INTERNACIONAL 2 X 0 CRUZEIRO
38ª RODADA DA SÉRIE A

Data-Hora: 6/12/2015 – 17h (de Brasília)
Estádio: Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Árbitro: André Luís Freitas Castro (GO)
Assistentes: Carlos Berkenbrock e Kleber Gil
Renda e público: R$ 715.730 – 29.836 pagantes
Cartões amarelos: Vitinho e Andrigo (INT);  Douglas Grolli (CRU)
Gols: Vitinho, 25’/2ºT (1-0), Vitinho, 16’/2ºT (2-0)

INTERNACIONAL: Alisson; William, Paulão, Ernando e Artur; Nicolás Freitas (Silva, 20’/2ºT), Rodrigo Dourado , Anderson (Bertotto, 37’/2ºT) e Alex (Andrigo, 30’/2ºT); Vitinho e Lisandro López. Técnico: Argel

CRUZEIRO: Rafael; Mayke (Fabiano, 23’/2ºT), Manoel, Douglas Grolli e Mena; William Farias (Alano, Intervalo), Willian, Ariel Cabral e Marcos Vinicius; De Arrascaeta (Joel, 31’/2ºT) e Willian. Técnico: Mano Menezes

 Fonte: Lance!

Comentários

Nome

E-mail

Comentário