PUBLICIDADES
PUBLICIDADE
  • Facebook do Uirauna.net
  • Twitter do Uirauna.net
  • Canal do youtube do Uirauna.net
  • Instagram do Uirauna.net
  • Whatsapp do Uirauna.net
  • Feed do Uirauna.net
24 jun 2017

Hamilton “destrói” o cronômetro e crava a pole em Baku


Inglês conquista a 66ª pole de sua carreira e vê seu rival pelo título, Sebastian Vettel, na quarta colocação.

Lewis Hamilton mais uma vez mostrou que está dentro da disputa. O inglês fez uma volta muito rápida e cravou a 66ª pole position de sua carreira, superando de vez, seu ídolo, Ayrton Senna. Bottas vai largar em segundo, seguido por Kimi Raikkonen. Sebastian Vettel, larga na quarta colocação.

Felipe Massa subiu para o Q3 e larga na nona colocação e viu pela primeira vez, seu companheiro de equipe Lance Stroll, superá-lo pela primeira vez na classificação. O canadense parte da oitava colocação.

O GP do Azerbaijão será disputado neste domingo a partir das 10h (horário de Brasília, GMT -3), que poderá ser acompanhado em TEMPO REAL através da F1Mania.

O treino:

O Q1 começou com uma parte dos carros na pista, todos com pneus supermacios, que era a opção mais rápida deste final de semana. Nestes primeiros minutos, a melhor volta ficou com Raikkonen, mas Verstappen e Hamilton trataram de melhorar as voltas, o inglês fez: 1:42.384. O britânico ainda melhorou seu tempo, fazendo 1:41.983. colocando meio segundo em Verstappen, segundo colocado do momento.

O Q1 acabou eliminando Alonso, Grosjean, Ericsson, Vandoorne e Palmer.

O Q2, iniciou novamente com Raikkonen na frente, seguido por Verstappen, Ricciardo, Stroll e Massa. As Mercedes foram para a pista e Hamilton fez 1:41.992, assumindo a ponta, Bottas subiu para a segunda colocação, 40 milésimos mais lento que seu companheiro.

Hamilton melhorou ainda mais o seu tempo, quando fez 1:41.275, desta vez colocando sete décimos em Valtteri Bottas.

Na segunda tentativa dos pilotos na segunda parte do treino, Verstappen subiu para a segunda colocação, seis décimos mais lento que Hamilton. Na sequência, Vettel subiu para o segundo posto, mas no final, Bottas ficou com a segunda colocação.

Massa subiu para o Q3 com a nona colocação, enquanto seu companheiro Stroll em grande ascenção, foi o sétimo.

Os eliminados do Q2 foram: Kvyat, Sainz, Magnussen, Hulkenberg e Wehrlein.

No Q3, Bottas começou na frente, seguido por Hamilton, Verstappen e Raikkonen. Há quatro minutos do fim, Ricciardo bateu e o treino foi interrompido por bandeira vermelha. O australiano escorregou de traseira em uma das curvas, batendo a roda traseira esquerda, dando adeus ao treino. Ricciardo tinha o sétimo tempo neste momento.

000_PV8DT-1170x400

No retorno do treino, todos só iriam ter uma volta rápida. Hamilton fez 1:40.593, conquistando a sua 66º pole na sua carreira, ultrapassando Ayrton Senna e ficando na segunda colocação no recorde de poles, duas atrás de Michael Schumacher.

Bottas ficou na segunda colocação e Raikkonen em terceiro. Massa vai largar na nona colocação, uma posição atrás de Lance Stroll, pela primeira vez.

Confira o grid de largada do GP do Azerbaijão:

1) Lewis Hamilton (ING/Mercedes), 1:40.593
2) Valtteri Bottas (FIN/Mercedes), 1:41.027
3) Kimi Räikkönen (FIN/Ferrari), 1:41.693
4) Sebastian Vettel (ALE/Ferrari), 1:41.841
5) Max Verstappen (HOL/Red Bull-TAG Heuer), 1:41.879
6) Sergio Pérez (MEX/Force India-Mercedes), 1:42.111
7) Esteban Ocon (FRA/Force India-Mercedes), 1:42.186
8) Lance Stroll (CAN/Williams-Mercedes), 1:42.753
9) Felipe Massa (BRA/Williams-Mercedes), 1:42.798
10) Daniel Ricciardo (AUS/Red Bull-TAG Heuer), 1:43.414
11) Daniil Kvyat (RUS/Toro Rosso-Renault), 1:43.186
12) Kevin Magnussen (DIN/Haas-Ferrari), 1:43.796
13) Nico Hülkenberg (ALE/Renault), 1:44.267
14) Pascal Wehrlein (ALE/Sauber-Ferrari), 1:44.603
15) Carlos Sainz (ESP/Toro Rosso-Renault), 1:43.347 *
16) Romain Grosjean (FRA/Haas-Ferrari), 1:44.468
17) Marcus Ericsson (SUE/Sauber-Ferrari), 1:44.795
18) Fernando Alonso (ESP/McLaren-Honda), 1:44.334
19) Stoffel Vandoorne (BEL/McLaren-Honda), 1:45.030
20) Jolyon Palmer (ING/Renault), s/tempo

* punido com a perda de três posições por causar uma colisão no GP do Canadá

Fonte: Lance!

Comentários