PUBLICIDADES
PUBLICIDADE
  • Facebook do Uirauna.net
  • Twitter do Uirauna.net
  • Canal do youtube do Uirauna.net
  • Instagram do Uirauna.net
  • Whatsapp do Uirauna.net
  • Feed do Uirauna.net
16 out 2017

Ginastas paraibanas fazem pedágio em busca de dinheiro para viagem a Chapecó


A Paraíba conta com duas reapresentantes no Torneio Nacional de Ginástica Rítmica. Aimeé e Odila estão entre as promessas da modalidade no país, mas enfrentam um velho problema: a falta de patrocínio. Sem dinheiro, a dupla se divide entre treinos e pedágios nas ruas de João Pessoa em busca de dinheiro que viabilize a viagem para Chapecó, interior de Santa Catarina, na próxima semana.

Munidas com cartazes, as meninas param em frente a semáforos e, entre uma luz vermelha e outra, tentam sensibilizar os motoristas a ajudá-las no sonho de disputar uma competição nacional. Ainda sem dinheiro, elas fazem planos para conhecer a cidade catarinense.

– É uma cidade assim que eu não conheço. Mas tô muito ansiosa pra conhecer e espero que nos dê bons resultados também. Nos dê sorte – brincou Aimeé Miyashita.

Esta não é a primeira vez que Aimeé e Odila disputam o Torneio Nacional, competição que roda o país para difundir a ginástica rítmica e está entre as principais competições da CBG. Mas, desta vez, elas estão convictas que podem chegar ao título. Por isso, o sacrifício de correr atrás do dinheiro.

– Nós estamos nos esforçando muito, treinando muito mais do que antes pra conseguir executar nossa série lá e trazer uma medalha pra Paraíba (Odila Maia).

As duas ginastas se completam. Cada uma tem uma preferência bem definida. Odila se destaca no arco, enquanto Aimeé vai bem nas massas. Juntas, podem transformar a realidade da ginástica rítmica da Paraíba.

– Eu tenho mais facilidade com o arco. Eu acho que é mais fácil executar os movimentos e tal, mas eu gosto dos dois – se apressa em dizer Odila.

Aimeé segue o discurso.

– Eu tenho mais facilidade com o aparelho de massas até porque estou trabalhando há mais tempo. Mas a gente tá treinando bastante pra ter bons resultados tanto na massa, quanto no arco.

Pedágios antes dos treinos

A rotina de Aimeé e Odila começa exatamente com os pedágios. Antes mesmo de vestirem o uniforme para os treinos na Vila Olímpica Parahyba. Elas reclamam de ter que dividir a atenção dos treinos, mas encaram com naturalidade.

– Está sendo assim todos os dias. A gente está tentando conseguir dinheiro pra viajar. Infelizmente a gente está tendo que fazer isso, mas a única que temos para conseguir as passagens e bancar as despesas por lá – disse Aimeé.

Odila vai no mesmo tom. Reconhece que a situação atrapalha a concentração.

– Atrapalha nos treinos. A gente acaba chegando atrasada alguns dias, mas como Aimeé disse é a nossa única opção. Estamos lutando.

O Torneio Nacional de Ginástica Rítmica acontece a partir da próxima quarta-feira (18), em Chapecó. A competição reúne atletas de todo o país e apresenta a nova geração da modalidade para o programa olímpico.

Fonte: Globo Esporte – PB

Comentários

Nome

E-mail

Comentário