PUBLICIDADES
PUBLICIDADE
  • Facebook do Uirauna.net
  • Twitter do Uirauna.net
  • Canal do youtube do Uirauna.net
  • Instagram do Uirauna.net
  • Whatsapp do Uirauna.net
  • Feed do Uirauna.net
5 ago 2017

Gatlin estraga festa, e Bolt é bronze na despedida


Usain Bolt fez, neste sábado, a última prova de 100m em sua carreira. O atual detentor do recorde mundial ficou com o bronze, atrás do estadunidense Justin Gatlin (ouro) e do favorito Chris Coleman (prata).

O jamaicano fica para história como um dos maiores do esporte e deixa para trás oito ouros olímpicos (100m em Pequim 2008, Londres 2012 e Rio 2016; 200m em Pequim 2008, Londres 2012 e Rio 2016; e 4x100m em Londres 2012 e Rio 2016).

Além disso, ele nunca perdeu uma prova em Olimpíadas – em Pequim 2008 o time da Jamaica venceu a prova, mas posteriormente o corredor Nessa Cartera foi pego no exame anti-dopping e todos da equipe tiveram que devolver suas respectivas medalhas.  Ele também tem 12 ouros e duas pratas em mundias.

Quem chegou com o melhor tempo para a final deste Mundial foi o favorito Christian Coleman, que ficou 0s01 a frente justamente de Bolt nas semis. Mas nem o homem mais rápido do ano até aqui conseguiu bater Justin Gatlin, que fez 9s92 ‘a la Bolt’: começando mal, mas ultrapassando os adversários nos últimos metros. Bolt fechou a prova com o segundo pior tempo de reação, mas conseguindo 9s95 (sua melhor marca no ano até aqui e 0s01 atrás da medalha de prata).

Vencedor, Gatlin foi muito vaiado durante sua apresentação ao público. Durante carreira, ele foi pego duas vezes no exame anti-dopping e, apesar de nunca ter fugido das críticas, tais eventos acabaram manchando uma carreira que, no início, parecia extremamente promissora.

622_bafe9e6c-2052-4167-a28f-b16f80c422ec

Usain Bolt se despede do esporte deixando incríveis marcas.

Ele detém os recordes mundiais dos 100m (9s58 no Mundial de 2009), dos 200m (19s19 no Mundial de 2009) e dos 4x100m (36s84 em Londres 2012) – além disso, fez o tempo mais rápido do mundo sete vezes. Ganhou o prêmio de atleta do ano da Associação Internafional de Atletismo cinco vezes (2008, 2009, 2011, 2012 e 2013), o o prêmio Laureus quatro vezes (2009, 2010, 2013 e 2017) e foi considerado o esportista jamaicano do ano em quatro ocasiões (2009, 2010, 2012 e 2013).

622_bafe9e6c-2052-4167-a28f-b16f80c422ec

Seu legado vai além dos números e dos títulos. Um ícone do esporte jamaicano e mundial, ele revolucionou o atletismo e marcou uma era. Aos 30 anos, sua despedida se dá após seguidas lesões, que inclusive deixaram em dúvida sua participação nos Jogos Olímpicos do Rio 2016 – no qual ele acabou com o ouro triplo.

Após bater o recorde mundial dos 100m em 2009 ele afirmou: “Sempre há limites. Eu não conheço os meus”. Oito anos depois, o ‘Homem Raio’ chega a seu final, pelo menos em sua prova favorita.

Ele ainda volta às pistas para a disputa do revezamento 4x100m.

Mundial de Atletismo – 100m – Final:

1. Justin Gatlins (USA), 9s92
2. Cheistian Coleman (USA), 9s94
3. Usian Bolt (JAM), 9s95
4. Yohan Blake (JAM), 9s99
5. Akani Simbine (RSA), 10s01
6. Jimmy Vicaut (FRA), 10.08
7. Reece Prescod (GBR), 10,17
8. Bingtian Su (CHI), 10,27

Fonte: ESPN

Comentários

Nome

E-mail

Comentário