PUBLICIDADES
PUBLICIDADE
  • Facebook do Uirauna.net
  • Twitter do Uirauna.net
  • Canal do youtube do Uirauna.net
  • Instagram do Uirauna.net
  • Whatsapp do Uirauna.net
  • Feed do Uirauna.net
20 jul 2017

Foto Ideal irá inaugurar novos espaços em Cajazeiras e Uiraúna


A paraibana Francinalda Costa está convicta de que o segmento de impressão fotográfica estará bem aquecido daqui a cinco anos, porque as pessoas estão perdendo suas histórias ao manter imagens apenas em mídias digitais. “É por isso que estou investindo, sou amante da fotografia e não foi por hobby. Meus pais faleceram ainda jovens; quando comecei na loja eu ia completar dez anos e meu irmão, Francimário, onze anos”, conta ela. Os dois dirigem a Foto Ideal, com unidades em Uiraúna e Cajazeiras.

fotos-fachada-de-cajazeiras-683x1024

                                            Fachada da loja em Cajazeiras – Fotos: Foto Ideal

A matriz em Uiraúna abriu as portas em 1965. Funcionando no modelo loja e estúdio, os irmãos Francimário e Francinalda decidiram transferir a loja para outro imóvel, de modo a liberar mais espaço para as sessões de estúdio, principalmente de crianças que por lá passam mensalmente e turmas de formandos. Em Cajazeiras será inaugurada uma segunda unidade. Nos cálculos da lojista que é também fotógrafa, os novos espaços deverão entrar em funcionamento no início do segundo semestre.

laboratrio

                                                              Os irmãos Francimário e Francinalda

“Como sentimos a queda da impressão fotográfica e não queríamos desistir, nos reinventamos com os fotoprodutos; é um mix grande que nós mesmos fazemos, não terceirizamos nada. Isso deu uma alavancada.”

Balcão – Na visão de Francinalda, a contração do mercado de impressão não é apenas pela existência do “preview”. “É porque não temos bons vendedores. Vou dar um exemplo, a Coca-Cola. Você acha que ela precisava de mais mídia? De vendedor? Minha cidade é pequena e lá ela tem distribuidor; o vendedor vai toda semana à porta do supermercado e tem também um supervisor de vendas. Aí te pergunto, quantas visitas da Kodak, da Fuji, um lojista recebe para ele contar o que fez para reaquecer o mercado em termos de impressão? Falta isso, acho que se os dois se unissem com os lojistas, teríamos mais oportunidades. Hoje tudo é mídia. Se houver uma campanha de impressão benfeita, vamos conseguir. Hoje só se fala em fotógrafo, não consigo enxergar fotógrafo sem um lojista. Vamos acreditar só em encadernação de grande formato?; aí a noiva pede uma cópia, você vai fazer impressão caseira ou enviar para São Paulo para revelar uma 15 por 21?”

francinalda-costa-por-hrs

                                        Francinalda na Fotografar. “Não perco uma” – foto: HRS

 

Comentários