PUBLICIDADES
PUBLICIDADE
  • Facebook do Uirauna.net
  • Twitter do Uirauna.net
  • Canal do youtube do Uirauna.net
  • Instagram do Uirauna.net
  • Whatsapp do Uirauna.net
  • Feed do Uirauna.net
8 jan 2017

Fifa fecha acordo: Copa terá 48 seleções a partir de 2026


A Fifa fechou neste domingo, durante reunião em Zurique (Suíça), um acordo para a Copa do Mundo ter 48 seleções a partir da edição de 2026. As informações são do jornalista Jamil Chade, correpondente do jornal O Estado de S.Paulo e colaborador dos canais ESPN.

A decisão deve ser ratificada na próxima terça-feira, durante o Conselho da entidade. As vagas seriam distribuídas da seguinte maneira:  16 vagas para a Europa; 9 para a África (podendo chegar a 10, por causa da repescagem); 8 para a Ásia (podendo chegar a 9, por causa da repescagem); 6 para a América do Sul (podendo chegar a 7, por causa da repescagem); 6 para a América Central e do Norte (podendo chegar a 7, por causa da repescagem); 1 para a Oceania.

A definição final sobre a distribuição deve ser feita apenas em março.

Em relação à fórmula de disputa, uma das propostas do presidente da Fifa, Gianni Infantino, prevê 16 grupos de três equipes cada no Mundial. As duas primeiras seleções de cada chave avançariam ao mata-mata, totalizando 32 equipes nos jogos eliminatórios.

Segundo o Estado de S.Paulo, uma das possíveis consequências da Copa mais inchada é a unificação das eliminatórias da América do Sul com a da Concacaf, algo estudado pela Fifa – a entidade teme um possível desinteresse pelo qualificatório sul-americano, que no novo modelo poderia ficar com até sete vagas (seis diretas mais uma via repescagem).

960_274e5439-efdf-3850-bb33-493da2d382ca

Atualmente, a Copa do Mundo é disputada por 32 equipes. Elas são divididas em oito grupos de quatro integrantes, com os dois primeiros de cada avançando ao mata-mata, que começa com 16 seleções.

Além de ampliar o número de seleções participantes, a Copa com 48 equipes também aumentaria a receita do torneio, segundo divulgou a AFP na última sexta-feira.

A agência teve acesso a documento que estima receitas que ultrapassam a marca de 4 bilhões de dólares (R$ 12,8 bilhões) com o modelo.

No Mundial da Rússia, que acontecerá em 2018, as receitas são estimadas em 3,54 bilhões de dólares (R$ 11,3 bilhões).

Fonte: ESPN

Comentários