PUBLICIDADES
PUBLICIDADE
  • Facebook do Uirauna.net
  • Twitter do Uirauna.net
  • Canal do youtube do Uirauna.net
  • Instagram do Uirauna.net
  • Whatsapp do Uirauna.net
  • Feed do Uirauna.net
11 dez 2015

Equipe quer CT gigante e Adriano Imperador para renascer no futebol local


566a4014e76e9Em polvorosa. Foi assim que ficaram os moradores de Campos dos Goytacazes, no norte do estado do Rio, quando começou a correr o boato de que Adriano, o Imperador, poderia defender o Americano, tradicional clube da cidade. No boca a boca e nas redes sociais, só a chance de ter o atacante jogando pelo time, que hoje está na Série B do futebol carioca, mexe com a população local há duas semanas.

Adriano está com 33 anos e jogou profissionalmente, pela última vez, no ano passado. Mas a presença do atacante no time do interior fluminense seria apenas a cereja do bolo. O Americano está se restruturando, inaugura no próximo dia 20 o centro de treinamento e quer fazer por onde para, em 2016, voltar a elite do Rio, onde tanto trabalho já deu aos times grandes.

– Seria uma honra ter um jogador desse quilate, mas não foi citado por nenhum de nós três. Não que a gente não sonhasse com um jogador desse nível – explica, ao LANCE!, Luciano Viana, atacante do time nos anos 1990, e presidente do clube. Os “três” citados por ele são os responsáveis pelo departamento de futebol: o próprio mandatário, o técnico João Carlos e o diretor de futebol Gilberto Melo, lateral-esquerdo na Copa do Mundo de 2006, com Adriano como companheiro.

Realmente não foi a cúpula, mas, sim, outros diretores do Americano que pensaram em Adriano. Mas a conversa não avançou. De todo modo, o Alvinegro do Parque Tamandaré se permite sonhar porque cresce. Salários em dia, dívidas equacionadas e uma estrutura rara. Os 140 mil m² de área construída e os 198 mil m² de área total, fazem do complexo maior que a Granja Comary ou a Cidade do Galo, por exemplo.

– Assumi, há um ano e meio, um clube com muita dificuldade, sem estrutura. Demos continuidade a uma negociação com o poder público municipal para termos o terreno e construirmos o complexo de 140 mil m², com estádio para dez mil pessoas. Tudo num lugar só – Luciano conta, orgulhoso, sobre o complexo que vai levar o clube do Parque Tamandaré para o bairro de Guarus.

566a40e87374f

Área construída do novo terreno terá 140 mil m² (Foto: Imbeg)

O estádio tem previsão de entrega para 2018, e tudo está sendo erguido com uma empresa de engenharia. A ideia de Luciano Viana é “fechar o anel” do novo alçapão e, assim, aumentar a capacidade para 15 mil – poderia, desta forma, receber públicos de Campeonato Brasileiro e Copa do Brasil.

– Fizemos uma permuta, e entregamos o Godofredo Cruz, com uma área de 25 mil m² para a prefeitura – sim, o tradicional estádio deixará de ser do Cano.
O presidente do clube garante que o clube está regular nos âmbitos municipal, estadual e federal. E, com salários em dia, espera voltar à primeira divisão do Carioca e, em breve, levar a equipe de volta ao cenário nacional.

– Quando assumi, tínhamos esse objetivo. O mais rapidamente possível voltar à Primeira Divisão e, consequentemente voltar a disputar o Brasileiro. Queremos fazer com que a equipe volte à Série B do Brasileiro – almeja.

Nesta temporada, o Americano bateu na trave: chegou à fase final da Segundona, mas não subiu. O futuro é que vai dizer se os projetos e sonhos vão se concretizar e a que tempo. Porém, a instituição do norte fluminense já dá exemplo.

 Fonte: Lance!

Comentários

Nome

E-mail

Comentário