PUBLICIDADES
PUBLICIDADE
  • Facebook do Uirauna.net
  • Twitter do Uirauna.net
  • Canal do youtube do Uirauna.net
  • Instagram do Uirauna.net
  • Whatsapp do Uirauna.net
  • Feed do Uirauna.net
8 maio 2015

Em reunião de governadores do NE, Ricardo fará duras cobranças ao governo Dilma


788888888888888888888888888888888888O governador Ricardo Coutinho fará um discurso duro e de cobranças ao governo federal, nesta sexta-feira (8), durante reunião entre os governadores do Nordeste, em Natal (RN). O encontro terá a presença do ministro da Fazenda Joaquim Levy, que deve fazer apelo para que os estados dêem sua contribuição para o ajuste fiscal bancado pelo governo Dilma Rousseff. Ricardo vai retomar a cobrança da imediata liberação de recursos federais para a contratação de 272 carros-pipas, perfuração de 300 poços e implantação de mais 500 km de adutoras.

O secretário de Recursos Hídricos, Infraestrutura, Meio Ambiente e da Ciência e Tecnologia do governo do Estado, João Azevedo, também estará presente em Natal. Ele confirmou, durante entrevista nesta quinta-feira (7), no programa 27 Segundos, que a carteira de obras do Estado, só com o Ministério da Integração, chega a R$ 1,5 bilhão, sendo R$ 118 milhões de contrapartida da Paraíba.

No programa da RCTV (emissora por assinatura do Sistema Correio), apresentado pelo jornalista Hermes de Luna, o secretário garantiu que, mesmo diante das dificuldades deste ano, o governo do Estado concluirá sete adutoras e, até setembro, reinaugura a barragem de Camará, no Brejo.

João Azevedo também tratou sobre ações relacionadas à pasta da qual é gestor. Ele disse que uma das metas do governo do Estado para o ano de 2015 é a continuidade da implantação da rede de fibra ótica da Paraíba.

“A pavimentação digital vai ter um efeito extraordinário. Você pode tornar a gestão do Estado mais eficiente, desconcentrando serviços”, disse Azevedo, exemplificando com argumentações sobre telemedicina, ensino a distância e redes integradas de segurança pública.

Sobre a indústria na Paraíba, o secretário informou que o distrito industrial da cidade de Caaporã, no Litoral Sul do estado, deve ser entregue até o fim do ano. Segundo ele, já existe uma primeira etapa implantada, com algumas indústrias.

“O foco da segunda etapa é abrigar empresas ‘sistemistas’ da Fiat”, contou, explicando que seriam empresas produtoras de peças para a montadora recém instalada em Pernambuco, na fronteira com a Paraíba. Ele acrescentou que empresas de tecnologia também estão em negociação para instalação na região.

Azevedo também colocou a Paraíba no roteiro da tecnologia mundial. Ele informou que em novembro deste ano, “João Pessoa será a capital mundial da internet”, sediando o Fórum de Governança da Internet. Ele também revelou que Campina Grande, em breve, terá centro de desenvolvimento da Sony, com 250 pesquisadores.

Comentários

Nome

E-mail

Comentário