PUBLICIDADES
PUBLICIDADE
  • Facebook do Uirauna.net
  • Twitter do Uirauna.net
  • Canal do youtube do Uirauna.net
  • Instagram do Uirauna.net
  • Whatsapp do Uirauna.net
  • Feed do Uirauna.net
25 maio 2019

Depressão, tentativa de suicídio, briga milionária e profunda doença, Padre Marcelo Rossi trava dura batalha


Um dos padres mais famosos do Brasil se envolveu em diversas polêmicas nos últimos anos. Muito conhecido por conta de seus álbuns e livros de sucesso, o Padre Marcelo Rossi enfrenta graves problemas de saúde.

Alcançar o topo fez com que o Padre Marcelo Rossi ficasse doente e enfrentasse graves crises de depressão, chegando até a tentar suicídio.

“Eu achava que depressão era frescura. Até que Deus permitiu que eu caísse”, disse em uma entrevista à Marília Gabriela. “O pior são os pensamentos autodestrutivos. Tenho um caso de suicídio na família, meu avô tirou a própria vida. E eu cheguei a pensar nisso. Pensei ‘Meu Deus, será que ‘herdei’ alguma coisa?!’”, revelou Padre Marcelo Rossi.

O sacerdote enfrentou problemas de aceitação. Sem querer assumir a depressão, o religioso se viu sem saída, até que decidiu buscar ajuda e tratamento.

“Eu mordi minha língua, eu não acreditava em depressão. Internamente, eu achava que era frescura. Deus permitiu que eu tivesse e eu passei por uma depressão de sete meses e 22 dias. Tive que passar por uma coisa que eu nunca tive, que foi a insônia, tive que vencer isso com insônia e tudo”, lembrou.

Sua saúde, aliás, sempre esteve muito debilitada. O Padre Marcelo Rossi já foi portador de anorexia e depressão e discopatia degenerativa, isto é, artrite degenerativa da coluna vertebral. Por conta das fortes dores, ele precisou tomar remédios controlados por um longe período de tempo.

Ordenado há mais de 20 anos, Marcelo Rossi contou que o que o ajudou a superar o problema foi “seu amor por Jesus” e afirmou: “Não sou padre por profissão, sou padre por missão. Deus me chamou”. Ainda sobre os anos difíceis em que conviveu com a depressão, ele falou das consequências, incluindo o desânimo em torno da vocação. “Durante a depressão, ser padre se tornou uma profissão. Não deixei de ir em nenhum compromisso, mas já não fazia com amor. Senti que algo estava errado quando o Papa Francisco veio aqui e eu não cantei para ele. Foi aí que me dei conta e pensei: ‘preciso me tratar’”.

O religioso enfrentou duras crises de depressão e chegou a espantar com sua magreza. Após a doença, o Padre Marcelo Rossi chegou a perder 68 kg e deixou os fiéis espantados com sua imagem.

Além de todos os problemas com sua saúde física e mental, o religioso viu seu nome envolvido em uma grande polêmica recentemente ao ser acusado de plágio por seu livro Ágape.

Sucesso indiscutível de vendas, a obra trouxe dor de cabeça para o religioso, uma vez que uma escritora o acusou de ter plagiado algumas de suas obras para colocar no livro.

No entanto, a verdade sobre o caso foi exposta pela Globo durante a exibição do Fantástico. Para quem não se recorda, Pe. Marcelo Rossi foi processado pela a escritora Izaura Garcia, a qual entrou na justiça e garantiu que havia trechos copiados de seu trabalho, e chegou a pedir uma indenização de 50 milhões de reais.

Contudo, as investigações provaram que na verdade a documentação que a mulher tinha em mãos eram falsas. Em um vídeo mostrado no Fantástico, o delegado do caso desmascarou a mulher ao alegar que as provas que ela tinha em mão na verdade eram forjadas. Os responsáveis por analisarem os direitos autorais da Biblioteca Nacional afirmaram que o documento era falso.

 

Fonte: TV Foco

Comentários

Nome

E-mail

Comentário