PUBLICIDADES
PUBLICIDADE
  • Facebook do Uirauna.net
  • Twitter do Uirauna.net
  • Canal do youtube do Uirauna.net
  • Instagram do Uirauna.net
  • Whatsapp do Uirauna.net
  • Feed do Uirauna.net
12 set 2018

Dançando sobre toda dor, uma poesia em prosa


Meu guia é minha esperança, não a esperança de esperar, esperar e esperar, mas a esperança de me manter forte e vivo hora após hora, minuto a minuto, segundo a segundo. Ter esperança não significa esperar, nem ter aquela fé, que Jesus vai vir do céu e nos salvar da dor.

A vida é um baile, somos os protagonistas e a dor nosso vilão em comum. Dancemos sobre a dor numa ciranda de luz e de amor. De mãos dadas, sem egoísmo, sem ódio ou rancor. O egoísmo divide homem, o ódio causa desamor e o rancor nos mata aos pouco. Dancemos sobre a dor. Dancemos com amor. Dancemos a doce melodia que vida toca para esquecermos da dor.

Eu quero dançar todo dia sobre a dor. Eu quero dançar embalado pelos doces e melódicos acordes da fé. Quero vestir bem minha alma para meu corpo escapar da dor. Quero que minha aura lampeje meu corpo para meu brilho ofuscar a dor. Quero que meu brilho dê alento aos que se sufocaram na dor.

Quero calçar meus sapatos da alegria para ele pisar na dor, me levar feliz nos caminhos, por onde a dor não passou. Quero seguir sempre leve, luminoso como esplendor. Seguindo sempre em frente, sem olhar para atrás, lugar onde a dor ficou.

Sei que não posso ter asas para voar sobre a dor. Queria uma para fugir até o infinito, aonde a dor não possa me alcançar. Não sendo possível isso, sigo seguido o baile, dançando sobre a dor, ouvindo belas canções que a dor não escutou.

Comentários

Nome

E-mail

Comentário