PUBLICIDADES
PUBLICIDADE
  • Facebook do Uirauna.net
  • Twitter do Uirauna.net
  • Canal do youtube do Uirauna.net
  • Instagram do Uirauna.net
  • Whatsapp do Uirauna.net
  • Feed do Uirauna.net
1 dez 2016

‘Compromissos comerciais’ podem vetar título para Chape


Presidente da Dimayor (a liga de futebol profissional) e vice da federação colombiana (Colfútbol), Jorge Perdomo afirmou em entrevista ao jornal El Tiempo que dar o título póstumo da Copa Sul-Americana à Chapecoense pode não acontecer por “compromissos comerciais” da Conmebol e questões estatutárias.

“Não há ainda uma decisão, porque tanto para a Conmebol como para nós não está claro. Por mais que o gesto seja nobre e enalteça o Atlético Nacional e o futebol colombiano, não está claro se é pertinente do ponto de vista regulamentário e estatutário entregar um título no sinal de reconhecimento póstumo. Não tenho a certeza de que estatutariamente se possa fazer isso”, começou Perdomo.

“A Copa Sul-Americana tem compromissos comerciais de televisão e com patrocinadores, o que significa que a Conmebol teria que ressarcir os prejuízos pela não-realização dos jogos da final. Teria uma conotação de ordem econômica”, analisou.960_58a7803a-5e8b-3f99-8c63-1ddbaaaf4405

O dirigente colombiano também falou sobre a possibilidade de a final da Copa Sul-Americana ainda ser disputada em outra data.

“Escutei essa versão, e a razão é lógica. Quando por razão de força maior se suspendem jogos de ida e volta para definir o campeão da Sul-Americana, o primeiro parâmetro é guiado para que se suspenda, não que se cancele, mas que haverá necessariamente uma data posterior que permita esse duelo de ida e volta”.

“Paralelamente vimos a solidariedade de clubes brasileiros que oferecem jogadores ao clube afetado de forma gratuita e a proposta de que o clube não fique exposto ao descenso caso se dê essa circunstância. Pensávamos que, uma vez reconstruído, o time pudesse jogar esse duelo de ida e volta, mas esta é uma decisão do Comitê Executivo do qual não faço parte”, declarou Jorge Perdomo.

Fonte: ESPN

Comentários

Nome

E-mail

Comentário