PUBLICIDADES
PUBLICIDADE
  • Facebook do Uirauna.net
  • Twitter do Uirauna.net
  • Canal do youtube do Uirauna.net
  • Instagram do Uirauna.net
  • Whatsapp do Uirauna.net
  • Feed do Uirauna.net
22 set 2017

Compare a arbitragem no Brasil com a das grandes ligas da Europa


Primeiro por erros próprios e depois por toda tentativa de já implementar a ajuda tecnológica, a arbitragem brasileira mais uma vez está sob os holofotes. E a comparação é inevitável, com frases repetidas de que “na Europa, os juízes são muito melhores”.

Mas a comparação é justa, de fato? A arbitragem funciona da mesma maneira? A tecnologia já funciona por lá? E quanto ganha cada juiz?

A resposta é simples: a comparação fria é injusta.

ESPN.com.br levantou os dados das cinco principais ligas europeias (Alemanha, Espanha, França, Inglaterra e Itália). Em todas, o pagamento aos árbitros é extremamente superior – o que permite com que eles sejam profissionais, na maioria dos casos.

Por outro lado, nenhuma delas vem funcionando com a mesma dinâmica do Brasileirão.

622_6202494b-1dd1-4a3e-9af6-042f5c4d71dc

O Brasil é o único destes seis países com um sexteto de arbitragem, já que nenhum dos europeus conta com o árbitro auxiliar atrás dos gols em seus campeonatos nacional.

Por outro lado, Alemanha e Itália já contam com o auxílio dos árbitros de vídeo nesta temporada. Já a Inglaterra conta ‘apenas’ com a tecnologia da linha do gol, que serve para determinar se uma bola entrou ou não.

Curiosamente, a Uefa é quem implementa o mesmo modelos brasileiro em suas duas competições de clubes (Champions e Europa League) – com árbitros assistentes atrás dos gols e sem tecnologia, ao menos por enquanto.

622_87335db9-6cce-45e4-a6e9-5652d1bc0f6b

Mas a diferença fica grande mesmo quando se trata de dinheiro. Em todos esses cinco países, os árbitros ganham um valor fixo e mais outro por partida. Assim, eles têm a garantia de sempre ter dinheiro caindo na conta.

E esse salário fixo é bem alto. Mesmo na França, país que menos paga entre os cinco, é de cerca de 40 mil euros por ano (R$  150 mil). Na Espanha, o lugar que mais paga, pode chegar até 134 mil euros (R$ 500 mil). Na Inglaterra, esse valor varia entre 38,5 e 42 mil libras (entre R$ 165 e 180 mil), dependendo da experiência do juiz.

622_1133c20b-73bb-4e78-979e-c62a9e67dbc9

O valor pago por partida varia entre 1.300 (Inglaterra) e 3.800 (Alemanha e Itália) euros – algo entre R$ 4.875 e 14.255.

No Brasil, não há pagamento fixo. Os árbitros que são ou já foram da Fifa ganham R$ 4.000 por partida, enquanto os outros embolsam R$ 2.900. Bandeirinhas ficam com 60% desse valor (entre R$ 1.740 e 2.400), os árbitros de trás do gol ganham R$ 800 e os quartos árbitros levam R$ 550.

Fonte: ESPN

Comentários

Nome

E-mail

Comentário