PUBLICIDADES
PUBLICIDADE
  • Facebook do Uirauna.net
  • Twitter do Uirauna.net
  • Canal do youtube do Uirauna.net
  • Instagram do Uirauna.net
  • Whatsapp do Uirauna.net
  • Feed do Uirauna.net
15 ago 2018

Com “show latino”, Barcelona passa fácil pelo Boca no Joan Gamper


Não foi apenas a presença do Boca Juniors que chamou a atenção como representação sul-americana no jogo contra o Barcelona pelo Troféu Joan Gamper. Isso porque, além de construir com tranquilidade o placar de 3 a 0, os catalães marcaram com inteira participação de jogadores latinos do plantel: Malcom, Lionel Messi e Rafinha.

 

O jogo

Os primeiros minutos de jogo não tiveram uma equipe necessariamente superior a outra, já que tanto o Barcelona a sua maneira de posse de bola, troca de passes e abertura de espaços como o Boca buscando a velocidade do contra-ataque e achar “brechas” na zaga catalã conseguiam chegar com qualidade.

Apesar da boa movimentação de ambos os lados mesmo em um torneio amistoso, o primeiro chute mais perigoso a gol foi dado somente aos 16 minutos. Em jogada individual, o brasileiro Philippe Coutinho fintou bem a marcação de três adversários e bateu forte de fora da área para uma grande intervenção de Esteban Andrada.

Um minuto depois, a contagem estava aberta no Camp Nou por outro brasileiro, Malcom. Partindo pra cima da marcação de Julio Buffarini, o avante formado no Corinthians bateu forte, cruzado, e fez 1 a 0 para o time europeu.

O panorama da partida pouco se modificou, tendo variação apenas no fato de que as bolas aéreas se tornaram a melhor maneira do Boca levar algum perigo ao gol de Ter Stegen. Foi assim que, em escanteio, o zagueiro Carlos Izquierdoz testou firme e viu a bola passar perto da trave barcelonista.

Aos 39, o astro máximo do Barça apareceu de maneira mais contundente para aumentar a vantagem dos anfitriões no Joan Gamper. Lionel Messi, ao receber a bola espirrada por Buffarini, teve absoluta calma para dar uma “cavadinha” na frente de Andrada.

No último lance da primeira etapa, Sebastián Villa puxou rápido ataque do time argentino e acertou a trave esquerda de Ter Stegen enquanto, no rebote, o meio-campista Nahitán Nández só não diminuiu a desvantagem do Boca Juniors na Catalunha graças ao corte em cima da linha do zagueiro Samuel Umtiti.

Segundo tempo

Como era de se esperar, o Barça mudou praticamente toda a equipe no intervalo visando dar ritmo de jogo a todos os atletas.

Situação essa que, desde os primeiros minutos, não se traduziu em melhora do panorama para os argentinos já que, aos cinco minutos, Malcom pegou muito bem de fora da área e já forçou Esteban Andrada a fazer uma complicada intervenção.

Aos 22, o placar ficou ainda mais elástico para o time do Velho Continente em um bonito tento marcado pelo meia Rafinha. Em tabela com o uruguaio Luis Suárez, o brasileiro esbanjou categoria para dar um chapéu em Andrada antes de tocar para o gol vazio.

Ainda em início de temporada e já desanimado com o resultado, a questão física e anímica dos visitantes ficou claramente afetada. Com isso, a condução da partida ficou absolutamente “a mercê” das vontades do Barcelona.

Mesmo com boas chances criadas com Suárez, em cabeçada precisa de Thomas Vermaelen como também do jovem espanhol Riqui Puig, o marcador não foi mais alterado até o apito final.

 

Fonte: Lance!

Comentários

Nome

E-mail

Comentário