PUBLICIDADES
PUBLICIDADE
  • Facebook do Uirauna.net
  • Twitter do Uirauna.net
  • Canal do youtube do Uirauna.net
  • Instagram do Uirauna.net
  • Whatsapp do Uirauna.net
  • Feed do Uirauna.net
7 ago 2017

Choro, volta de Ruschel e ‘substituto’ de Neymar


O mundo do futebol virou todos os seus holofotes para o Camp Nou nesta segunda-feira. Mas, curiosamente, o que menos importava era a bola. Na ‘celebração da vida’ não faltou emoção com a presença dos sobreviventes do trágico desastre aéreo do ano passado e até com a volta de Alan Ruschel aos gramados.

O Barcelona acabou goleando a Chapecoense: 5 a 0, com gols de Deulofeu, Busquets, Messi, Luis Suárez e Denis Suárez.

O mundo, porém, sempre se lembrará da Chape de uma maneira muito mais especial.

As emoções foram fortes antes de a bola rolar. Os três jogadores sobreviventes do desastre foram a campo. O goleiro Jackson Follman, que perdeu a perna no acidente, e o zagueiro Neto, que ainda não está perto do retorno aos gramados, não puderam jogar diante do Barça, mas foram os responsáveis pelo pontapé inicial.

E, claro, foram aplaudidos de pé por todos.

622_cb93ca07-b461-4f53-98e1-e1b1028a0642

Alan Rushcel, 36 minutos em campo e ovação das arquibancadas

Alan Ruschel, claro, também foi aplaudido.

O lateral-direito voltou a jogar nesta segunda e ficou em campo por 36 minutos. Saiu ovacionado e ainda ficou com a camisa do argentino no intervalo.

“Pra mim está sendo um sonho realizado. Pude mostrar para o treinador, para o mundo inteiro, que estou pronto para voltar a competir, jogar bola. Hoje o resultado é o que menos importa. Só de jogar, fazer o que mais amo… isso é o que importa”, disse Ruschel à TV Globo ainda no intervalo da partida.

“O que tento passar, demonstrar, é como celebrar a vida. Mostrar o prazer de viver, de trabalhar, de estar vivo. Prazer de fazer o que amo. Hoje pude dar tudo que pude aqui dentro, sabia que seriam apenas uns 30 minutos. Agora é tocar a vida, tenho mais uns 8, 10 anos, quem sabe, de carreira. Quero aproveitar”, continuou.

“Troquei (a camisa) com o Messi. (Foi) Mais um sonho, o baixinho me deu a honra de trocar a camisa com ele. Estou feliz. Falei com ele ali fora, ele é simples, humilde”, completou, sobre a troca de camisa.

699rmt372obh3f8645kx0f32j

Com a bola Rolando, a Chapecoense não conseguiu acompanhar o ritmo do Barcelona.

Logo aos 5 minutos, os espanhóis abriram o placar com Deulofeu, que ficou com a vaga de Neymar no time titular. Após troca de passes, Rakitic driblou Luis Otávio e rolou para o meio para o companheiro apenas empurrar para as redes.

Aos 10, um golaço. O mesmo Deulofeu fez a jogada e rolou para Busquets pegar com perfeição e mandar no ângulo do goleiro Elias.

Messi deixou o dele aos 27. Depois de ‘brincar’ com a zaga da Chape, ele tabelou com Deulofeu e também empurrou para o gol vazio.

Aos 9 do segundo tempo, Luis Suárez tabelou com Messi e bateu forte, mesmo sem ângulo, para deixar o dele. O ‘xará’ Denis Suárez deu números finais aos 28, também recebendo um passe de Messi para marcar o dele.

A Chapecoense não conseguiu marcar, mas saiu de campo com a cabeça bastante erguida por uma defesa de pênalti.

Paco Alcácer teve a chance após Semedo ser derrubado da área, mas Artur Moraes caiu bonito para espalmar e evitar o sexto gol.

FICHA TÉCNICA
BARCELONA 5X0 CHAPECOENSE

Local: Camp Nou, em Barcelona (Espanha)
Data: 07 de agosto de 2017
Horário: 15h30 (de Brasília)
Árbitro: Alfonso Izquierdo (Espanha)
Cartões Amarelos: Lucas Mineiro(Chapecoense)
Cartões Vermelhos: Nenhum

GOLS: 
BARCELONA – Deulofeu, aos seis, Busquets, aos 10, e Messi, aos 28 minutos do primeiro tempo; Suárez, aos nove, e Denis Suárez aos 28 minutos do segundo tempo

BARCELONA – Ter Stegen (Cillissen); Aleix Vidal (Semedo), Piqué (Marlon), Umtiti (Mascherano) e Jordi Alba (Semedo); Busquets, Rakitic (Aleñá) e Iniesta (Sergi Roberto)(Samper); Deulofeu (Denis Suárez), Messi (Paco Alcácer) e Suárez (Munir). Técnico: Ernesto Valverde

CHAPECOENSE – Elias (Artur Moraes); Apodi (Zeballos), Luiz Otávio (Fabrício Bruno), Victor Ramos(Douglas Grolli) e Reinaldo; Moisés Ribeiro (Luiz Antônio), Lucas Mineiro (Khevin) e Nenén (Nadson)(Moisés Gaúcho); Alan Ruschel (Penilla), Wellington Paulista(Túlio de Melo) e Lourency (Guerrero). Técnico: Vinícius Eutrópio

 

Fonte: ESPN

Comentários

Nome

E-mail

Comentário