PUBLICIDADES
PUBLICIDADE
  • Facebook do Uirauna.net
  • Twitter do Uirauna.net
  • Canal do youtube do Uirauna.net
  • Instagram do Uirauna.net
  • Whatsapp do Uirauna.net
  • Feed do Uirauna.net
5 jun 2019

Câmaras Municipais de Poço de José de Moura e Uiraúna prestam homenagem à Adonias Gonçalves dos Santos


O vereador e presidente da Câmara Municipal de Poço de José de Moura, Geraldo Wilson de Andrade, Geraldinho, apresentou na Sessão Ordinária desta última sexta-feira, 31 de maio, o Requerimento número 36/2019, em que prestou a homenagem ao senhor Adonias Gonçalves dos Santos, falecido no último dia 25 de maio na zona rural do Município de Riachão do Poço, 60 km distante de João Pessoa.

A consternação e tristeza que se desencadearam com a morte de Adonias Gonçalves moveu o presidente a apresentar essa propositura, para deixar registrado nos anais da Casa Vereador Raimundo Dantas de Oliveira, sua manifestação de pesar e sentimentos à toda a família.

Em Uiraúna, a Câmara Municipal aprovou na sessão ordinária da última quarta-feira, dia 29 de maio, igual propositura, com a mesma finalidade. A autoria foi do vereador Professor Jailson Nogueira.

Os dois requerimentos foram aprovados por toda a composição das duas casas legislativas, com manifestações de outros vereadores sobre o lamentável ocorrido.

Adonias Gonçalves dos Santos tinha ligações fortes com o município de Poço de José de Moura, por ser natural da comunidade de Alto dos Gomes, zona rural, onde sua mãe, Dona de Dadão reside, bem como na cidade de Uiraúna, considerando que sua vida de estudante e depois como funcionário do Banco do Estado aconteceu na terra dos músicos e sacerdotes.

 Veja os dois Requerimentos:

Moção de votos de profundo pesar aos familiares do senhor Adonias Gonçalves dos Santos

Requerimento 36/2019

Senhor Presidente,

Requeiro na forma regimental, depois de ouvida a manifestação do plenário, que seja feita a inserção na Ata dos nossos Trabalhos de uma MOÇÃO DE VOTOS DE PROFUNDO PESAR aos familiares do senhor ADONIAS GONÇALVES DOS SANTOS, residente à Rua José Simões de Araújo, número 117, Apartamento 204, Jardim Oceania, capital do Estado, João Pessoa, que faleceu no último dia 25 de maio de 2019 no Condomínio Lagos, área rural do município de Riachão do Poço, distante 60 km de João Pessoa e sepultado no dia seguinte, 26 de maio, na cidade de João Pessoa.

Que a decisão desta Casa Legislativa seja comunicada aos familiares nas pessoas da sua mãe, Clotilde Gonçalves Pinheiro, Dona, residente na comunidade de Alto dos Gomes, zona rural deste município de Poço de José de Moura, da sua esposa, Wdmara Machado dos Santos e do seu filho, André Augusto Machado Santos e através destes aos demais familiares.

Justificativa:

ADONIAS GONÇALVES DOS SANTOS, 56 anos, filho de João Matias dos Santos (Dadão) e de Clotilde Gonçalves Pinheiro, (Dona), casado com Wdmara Machado e pai de André Augusto, nasceu na comunidade de Alto dos Gomes, zona rural deste município de Poço de José de Moura no ano de 1963, fez o ensino primário ali mesmo na sua terra natal com a

professora, Teresa Matias. Em 1974 foi estudar o ginasial na cidade de Uiraúna no antigo Colégio Estadual de Uiraúna – CEU, parte do segundo grau foi para João Pessoa, onde já estudava o seu irmão e renomado médico ginecologista, Dr. Ananias Gonçalves Neto.

Lá em João Pessoa, após concluir o colegial prestou vestibular para Contabilidade alcançando aprovação na Universidade Federal da Paraíba – UFPB, onde concluiu a graduação no ano de 1988. No mesmo ano, prestou concurso para o cargo de Bancário no Banco do Estado da Paraíba, que mais tarde se tornaria PARAIBAN. Aprovado com excelente pontuação, ADONIAS GONÇALVES DOS SANTOS assumiu o emprego no ano de 1982, na agência dessa instituição bancária na cidade de Uiraúna, ficando nela até o ano de 1984 conseguindo ser transferido para João Pessoa, onde trabalhou por dezesseis anos, ocasião em que o banco foi extinto.

No ano de 1992 casou-se com a jovem Mara Machado, natural da cidade de Serra da Raiz, com quem teve um filho, André Augusto, no ano de 1993.

Após o fechamento do PARAIBAN, ADONIAS trabalhou no banco Bandeirante, que depois virou UNBANCO e mais à frente, ITAÚ. Nesse período ele foi despedido deste Banco e para não ficar desempregado e sem renda, que subsidiasse suas despesas de responsabilidade como pai de família, ADONIAS resolveu dar uma guinada na sua vida profissional e passou a trabalhar como taxista na mesma cidade de João Pessoa. Nesta atividade ficou por cinco anos.

Focado e determinado em voltar ao mercado de trabalho, especialmente na área que se identificava mais, ADONIAS não deixou de se dedicar aos estudos e prestar alguns concursos públicos. Assim sendo, no ano de 2006 conseguiu aprovação para o cargo de bancário junto ao Banco do Brasil. Um ano após a aprovação foi convocado para assumir o emprego e seu primeiro local de trabalho já no Banco do Brasil foi à agência da cidade de Santa Luzia, onde permaneceu por dois anos sendo transferido para a

agência de Mamanguape e em seguida para agência do Manaíra Shopping em João Pessoa, infelizmente onde ficou até a última sexta-feira, 24 de maio.

Com uma vida regrada pela serenidade, eficiência, apego à família e responsabilidade profissional, esposo e pai, ADONIAS se aproximava da sua tão sonhada e aguardada aposentadoria, para assim, viver intensamente ao lado dos que amava incondicionalmente, Mara e André.

A fatalidade roubou essa parte de sua vida, que antes fora recheada de momentos felizes e de intensa construção de amizades solidificadas. No último dia 25 de maio, por volta das 09h30min da manhã, ele foi surpreendido pelo infortúnio de um acidente doméstico e fatal. Quando desenvolvia tarefas de viabilizar a finalização e últimos arranjos da sua tão sonhada e aguardada casa de campo, já construída, sofreu o revés traiçoeiro e caiu da laje e assim nos deixou de forma repentina e inesperada.

Foi sepultado no último dia 26 de maio, debaixo de muita dor e sofrimento da sua mãe, Dona, da esposa, Mara, do filho, André, da irmã, Maria do Carmo, dos irmãos, Ananias, João Filho, Matias e Paulo. Registre-se que, os demais familiares e muitos amigos vieram em socorro, para dar o último adeus e não foram poucos, que atônitos e ainda sem absorver essa realidade, prestaram-lhe as devidas, justas e derradeiras homenagens.

Sua marca de ser humano inigualável ficará guardada nos corações dos que desfrutaram da sua simpatia e amizade. Difícil de compreender esse momento, considerando a crueldade dessa realidade incomum que o vitimou. Somente Deus, na sua infinita misericórdia para nos abastecer de serenidade e sabedoria para atravessarmos esse trecho esburacado na nossa caminhada de vida.

Na minha trajetória de vereador por cinco mandatos, já apresentei dezenas de Requerimentos de VOTOS DE PESAR a pessoas amigas e

conhecidas, que morrem e deixam saudades, no entanto, esse documento ficará perpetuado na minha vida, considerando a minha ligação de parentesco, muito mais de amizade fincada em alicerces indescritíveis, que serão eternizados enquanto vida eu tiver.

Plenário Vereador Francisco Cassiano Sobrinho da Casa Legislativa Vereador Raimundo Dantas de Oliveira do Município de Poço de José de Moura – Paraíba, 31 de maio de 2019.

Da Redação com Assessoria 

Comentários

Nome

E-mail

Comentário