PUBLICIDADES
PUBLICIDADE
  • Facebook do Uirauna.net
  • Twitter do Uirauna.net
  • Canal do youtube do Uirauna.net
  • Instagram do Uirauna.net
  • Whatsapp do Uirauna.net
  • Feed do Uirauna.net
9 dez 2016

Câmara Municipal reprova contas de ex-prefeita da cidade de Uiraúna


A Câmara Municipal de Uiraúna, Casa Olinto Pinheiro, realizou três sessões ordinárias na noite desta quarta-feira (07).

Na primeira sessão, foi colocado em votação o parecer do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE), o qual rejeita as contas da ex-prefeita de Uiraúna, Dra. Glória Geane, referente ao exercício de seu mandato no ano de 2011. A Câmara manteve o entendimento do TCE pela rejeição das contas.

Quatro vereadores votaram pela manutenção do parecer do Tribunal de Contas: Marcondes, Mazinho, Chico Bacatela e José Fernandes. Os vereadores Antônio Magalhães, Benevenuto Claudino e Lauro Varandas deram parecer contrários à decisão do TCE.

Na segunda Sessão, foi colocado em votação outro parecer do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE) referente a ano de 2012 dos gestores que administraram o município: Geraldo Luiz de Araújo, Jailson Nogueira, Glória Geane Oliveira. Todos os vereadores votaram a favor do parecer do TCE, que aprovou as contas do exercício de 2012.

Na terceira Sessão, a professora Wilca Maria De Oliveira usou da Tribuna da Câmara para prestar esclarecimentos a respeito de uma matéria sua publicada na revista do município de Uiraúna, edição 2016.

“Essa é a segunda vez que a revista Uiraúna retira os direitos autorais de minha matéria e os transferem para outra pessoa. Sinceramente, não entendo porquê. Ainda bem que eu sei quem sou eu, ainda bem que existem redes sociais, ainda bem que eu tenho amigos que gostam de mim e valorizam o que escrevo porque isso que fizeram, pela segunda vez, é muita sacanagem”, disse a professora.

” O Outono Negreiro: celeiro de memórias, histórias, cuidadoras do existir foi feito para homenagear uma rua, um dos becos mais famosos da cidade: a rua dos negreiros, por favor, respeite o patrimônio de quem escreve e estuda sobre esse patrimônio tão essencial a vida que é a nossa memória, completou a professora.

Confiram as entrevistas com o repórter Geraldo Andrade:

Comentários

Nome

E-mail

Comentário