PUBLICIDADES
PUBLICIDADE
  • Facebook do Uirauna.net
  • Twitter do Uirauna.net
  • Canal do youtube do Uirauna.net
  • Instagram do Uirauna.net
  • Whatsapp do Uirauna.net
  • Feed do Uirauna.net
16 maio 2018

Brasil vence Japão e se redime de derrota na estreia da Liga das Nações


A Seleção Brasileira se redimiu da derrota na estreia da Liga das Nações de vôlei femininonesta quarta-feira. Enfrentando o Japão, no ginásio José Corrêa, em Barueri, o time comandado pelo técnico Zé Roberto Guimarães mostrou notável melhora na defesa e conseguiu superar a experiente equipe adversária por 3 sets a 1, parciais de 22/25, 25/18, 25/23 e 25/11.

A vitória diante do Japão, que também perdeu na estreia, para a Sérvia, vem em uma boa hora. Depois de ser superado pelo rival oriental no ano passado, durante a disputa do Grand Prix, a Seleção Brasileira, que passa por uma renovação com foco no Mundial deste ano, mostrou que, apesar de ainda cometer alguns erros bobos em quadra, tem potencial para assegurar bons resultados em 2018.

O próximo grande teste para a Seleção Brasileira na Liga das Nações acontece nesta quinta-feira, quando o time entra em campo contra a Sérvia, atual vice-campeã olímpica – perdeu a final do Rio 2016 para a China -, fechando a primeira semana de disputas do novo torneio do calendário do vôlei mundial.

O jogo – A Seleção Brasileira entrou em quadra nesta quarta-feira determinada a reagir após a derrota na estreia contra a Alemanha. No primeiro set, o time verde e amarelo começou com bastante agressividade e não demorou para abrir certa vantagem no placar, encaixando, ao contrário da partida da última terça-feira, a defesa. O melhor momento das donas da casa, no entanto, não durou muito, e as japonesas mantiveram a calma para não só empatar, mas também virar a partida já no fim da parcial e abrir 1 a 0, fechando em 25 a 22.

No segundo set a maré virou para o Brasil. Pressionadas com a possibilidade de perder o segundo jogo consecutivo diante de seus torcedores, as comandadas de Zé Roberto Guimarães conseguiram driblar a marcação na rede e dificultar justamente o ponto forte do time do Japão, que é a defesa. Com o bloqueio funcionando e acelerando um pouco mais o saque, a Seleção correu menos riscos na parcial, abriu ótima vantagem e precisou apenas administrá-la para deixar tudo igual ao superar as rivais por 25 a 18.

O terceiro set talvez tenha sido o mais parelho de toda a partida. Embora tenha saído atrás no placar, a Seleção Brasileira repetiu o bom desempenho da parcial anterior e seguiu dificultando a vida das japonesas, que, por sua vez, mostraram persistência e também não deixaram barato, se mantendo muito bem na defesa. A vontade se continuar na frente era tamanha que até mesmo a treinadora adversária teve influência direta nos pontos do Japão, pedindo três desafios após decisões erradas dos juízes. Mas de nada adiantou. O time verde e amarelo, embalado pela torcida, acabou virando o confronto ao fechar em 25 a 23.

No quarto e decisivo set bastou à Seleção Brasileira manter o volume de jogo apresentado nos dois sets anteriores, explorando bastante as extremidades da rede e dificultando a marcação do bloqueio rival, para conquistar sua primeira vitória na Liga das Nações de vôlei feminino. Chegando a abrir 14 pontos de vantagem para as japonesas, o time verde e amarelo sobrou na reta final e deu tempo até de Jaque levantar a torcida em Barueri ao entrar em quadra como líbero no lugar de Suelen e ver Amanada fechar o duelo em 25 a 11.

Comentários

Nome

E-mail

Comentário