PUBLICIDADES
PUBLICIDADE
  • Facebook do Uirauna.net
  • Twitter do Uirauna.net
  • Canal do youtube do Uirauna.net
  • Instagram do Uirauna.net
  • Whatsapp do Uirauna.net
  • Feed do Uirauna.net
25 jan 2015

Brasil luta muito, mas acaba eliminado do Mundial de handebol


Handebol-Croacia-Marrwan-Naamani-AFP_LANIMA20150125_0088_30Fim do primeiro tempo. Brasil 15 x 13 Croácia, pelas oitavas de final do Campeonato Mundial masculino de handebol, na Arena Ali Bin Hamad Al-Attiyah, em Doha (QAT), neste domingo. O que parecia impossível aconteceu. E nem que tenha sido por alguns minutos, já que os croatas venceram por 26 a 25. Apesar do resultado, a marca que fica é que a Seleção Brasileira fez sua melhor partida na competição. E se a conquista do título do mundo ainda está longe, pelo menos dá sim para acreditar em vitórias contra as grandes potências da modalidade.

Agora, enquanto os brasileiros se despedem da competição, a Croácia aguarda o vencedor do duelo entre Polônia e Suécia, que se enfrentam nesta segunda-feira.

Se os croatas terminaram a primeira fase na liderança do Grupo B, tinham uma defesa bem postada, alguns dos melhores jogadores do mundo, o Brasil teve muita entrega e superação. Os jogadores e a comissão técnica sabiam desde o início quais eram as principais qualidades do adversário e foram muito sinceros em admitir o favoritismo deles. Mas nem por isso, a equipe treinada por Jordi Ribera entrou em quadra derrotada.

O que se viu neste domingo foi uma Seleção Brasileira sabendo explorar as falhas dos europeus e que teve muita gana. Se na técnica a Croácia era superior, o Brasil então passou a usar sua força de vontade.

A se destacar também a boa atuação do goleiro Rick no primeiro tempo, que entrou só nos lances de pênalti para o adversário e defendeu três chutes, de quatro. E a boa mobilidade e pontaria do armador João.

O problema é que após um primeiro tempo impressionante, o Brasil se desligou completamente no início da segunda etapa. Levou a virada e só conseguiu marcar novamente com 7m25. Mas o apagão não passou daí. Logo, os brasileiros voltaram a se recuperar e a equilibrar o duelo.

A partir daí, o equilíbrio prosseguiu, sem ninguém se distanciar no marcador. Mas a experiência e maior técnica dos europeus se sobressaiu no fim.

Um dos principais objetivos da Seleção Brasileira era voltar às oitavas de final e, quem sabe, melhorar a 13ª colocação de 2013. O primeiro objetivo foi alcançado. Para o segundo, é preciso esperar a conclusão da primeira rodada da fase final nesta segunda-feira. Mas apesar de alguns vacilos durante a competição, como o excesso de erros ofensivos e alguns problemas diante de ataques mais rápidos, os brasileiros se portaram bem no Mundial. E mostraram que estão em um bom caminho para a Olimpíada de 2016.

 LANCENET! 

Comentários

Nome

E-mail

Comentário