PUBLICIDADES
PUBLICIDADE
  • Facebook do Uirauna.net
  • Twitter do Uirauna.net
  • Canal do youtube do Uirauna.net
  • Instagram do Uirauna.net
  • Whatsapp do Uirauna.net
  • Feed do Uirauna.net
5 out 2017

Brasil bombardeia a Bolívia, mas para em goleiro


Os mais de 3.600m de altitude de La Paz não diminuíram o ímpeto da seleção brasileira de Tite. Com o pé no acelerador durante a maior parte do jogo, o Brasil bombardeou a Bolívia, mas acabou esbarrando na defesa adversária e não conseguiu sair de um empate por 0 a 0.

Com isso, o Brasil não conseguirá mais igualar a melhor campanha da história das eliminatórias, que seguirá nas mãos da Argentina, com 43 pontos antes da Copa de 2002.

Muito por conta do péssimo início, claro. Afinal de contas, com Tite, o Brasil somou 29 dos 38 pontos que tem agora. E isso em apenas 11 jogos – um aproveitamento incrível de quase 88%.

E, apesar do empate, a seleção mais uma vez deixou uma impressão bastante positiva nesta quinta-feira. Dominou a posse de bola e criou várias chances de gol, mesmo tendo a dificuldade de jogar na altitude, onde o ar é rarefeito.

Foram pelo menos seis chances cara a cara com o goleiro Lampe. Em nenhuma delas, porém, os atacantes brasileiros conseguiram levar a melhor. A Bolívia até respondeu com uma bola que pegou no travessão e pingou perto da linha, mas não fez muito mais que isso.

A primeira grande chance brasileira veio aos 32 minutos do primeiro tempo. Gabriel Jesus ganhou a disputa na frente, e Neymar acabou ficando com a bola, cara a cara com o goleiro. Lampe, porém, se esticou todo para espalmar para escanteio.

Seis minutos depois, foi a vez de Gabriel Jesus receber um passe de letra de Paulinha e ficar de cara para o gol. O centroavante arriscou o chute, mas Lampe defendeu com o rosto.

Aos 42, a chance mais inacreditável. Paulinho, de novo, deu o passe perfeito. Neymar apareceu para ficar com a bola e, mesmo atrapalhado, driblar o goleiro. Na hora do chute, porém, Valverde salvou em cima da linha. A bola ainda voltou para Neymar, que arriscou mais um chute e de novo parou em Valverde em cima da linha.

O único grande susto brasileiro foi na última jogada do primeiro tempo, em chute de Bejarano que parou que pegou no travessão e bateu em cima da linha, mas acabou não entrando.

 

O Brasil aproveitou o intervalo para recarregar o gás. Literalmente. O time demorou cinco minuto a mais recuperando o fôlego em balões de oxigênio.

E a estratégia funcionou!

Logo no primeiro minuto, o goleiro Lampe já teve que trabalhar para salvar um desvio de Paulinho em cobrança de falta. Aos 8, Neymar tentou encobri-lo, mas não conseguiu. Cinco minutos depois, o confronto se repetiu e Lampe, de novo com o rosto, salvou mais uma vez.

A defesa mais impressionante, porém, veio aos 37 da etapa final. Após cruzamento de Neymar, Gabriel Jesus subiu sozinho de cabeça e mandou no canto, mas Lampe se esticou todo para salvar a Bolívia.

E mesmo quando ele não apareceu, contou com a sorte. Aos 41, Jesus teve outra chance de cabeça, sozinho dentro da área. Desta vez, porém, errou o alvo.

Para reencontrar a vitória, o Brasil volta a campo na terça-feira para enfrentar o Chile no Allianz Parque, em São Paulo.

Já a Bolívia, que não briga por mais nada e fechará a eliminatória na penúltima colocação, encerra sua participação cumprindo tabela enfrentando o Uruguai em Montevidéu.

 

Fonte: ESPN

Comentários

Nome

E-mail

Comentário