PUBLICIDADES
PUBLICIDADE
  • Facebook do Uirauna.net
  • Twitter do Uirauna.net
  • Canal do youtube do Uirauna.net
  • Instagram do Uirauna.net
  • Whatsapp do Uirauna.net
  • Feed do Uirauna.net
17 ago 2017

Botafogo: não há paralelo com caso do Grêmio


Em entrevista coletiva nesta quinta-feira, o presidente do Botafogo, Carlos Eduardo Pereira, afirmou ter suspendido o sócio-torcedor que foi flagrado em suposto ato de injúria racial contra familiares do atacante flamenguista Vinicius Junior, na última quarta, pela Copa do Brasil, no Engenhão.

O dirigente alvinegro ainda disse que não há relação entre o que aconteceu no clássico com o caso do Grêmio na mesma competição em 2014, quando torcedores xingaram o goleiro Aranha, então no Santos, e o time gaúcho foi excluído.

“De forma alguma. Não estamos temerosos. O Botafogo até não concorda com sua colocação, pois não existe paralelo entre o que ocorreu com o Grêmio e com o Botafogo. Foi um ato isolado”, falou Carlos Eduardo Pereira.

ataque-barcelona-atropelamento-069

“Estamos convictos de ter cumprido nossas obrigações. É claro que preferíamos que nada disso tivesse ocorrido. E queria também registrar a manifestação do juiz que cuidou do caso, e na nota oficial do TJ do Rio de Janeiro disse que trata agora como segredo de Justiça”.

“Ninguém mais que estava em volta dessa pessoa tomou partido ou endossou esse tipo de atitude. É muito importante deixar isso muito claro e que trate o clássico que ocorreu, o futebol, como principal elemento”, continuou o dirigente.

“Qualquer tipo de ação isolada como a de ontem, tenho certeza, não irá manchar essa história centenária do Botafogo. E quando um torcedor é preso com a camisa do time você não vai atribuir ao clube a participação nesse delito”, defendeu o mandatário.

Fonte: ESPN

Comentários

Nome

E-mail

Comentário