PUBLICIDADES
PUBLICIDADE
  • Facebook do Uirauna.net
  • Twitter do Uirauna.net
  • Canal do youtube do Uirauna.net
  • Instagram do Uirauna.net
  • Whatsapp do Uirauna.net
  • Feed do Uirauna.net
4 jul 2015

Biquíni Cavadão avalia 30 anos de convivência: ‘Nem tudo são flores’


biquiniJuntos, os quatro percorrem estradas pelo Brasil afora há 30 anos sempre apresentando novas músicas. Não tem lugar para o “Tédio” em todo esse tempo de convivência dos integrantes do Biquíni Cavadão. Pode passar “Vento Ventania” que o grupo mantem a união e, principalmente, como diz o vocalista Bruno Gouveia, o respeito entre eles.

Um grande conselho para as bandas do SuperStar seguirem uma longa carreira. “Sabemos entender os humores de cada um, mas nem tudo são flores. Discutimos muito, mas acatamos a decisão da maioria”, dizem todos da banda.
Com muitas canções de sucesso e fãs que passam de geração em geração, o Biquíni Cavadão comemora os 30 anos do grupo rodando pelo país em uma turnê especial: “Me Leva Sem Destino”. E os trabalhos não param por aí. Os fãs podem esperar por: “Songbooks, documentários, biografia, livros….trabalho não falta para comemorar esta data”, lista Bruno.

Apesar de terem uma carreira consolidada com 19 álbuns gravados, não é fácil se reinventar a cada novo projeto, mas a banda conta com a ajuda de seus admiradores. Os fãs passam o carinho que sentem pelas músicas da banda para outras gerações, o que torna o trabalho deles um pouco mais simples. “Eles passam o gosto que têm pela banda a outras gerações. Sempre conversamos muito para ver como o show pode ser melhor, que músicas queremos gravar e isto é sempre estimulante”, explica o vocalista do Biquíni.

biquini_2

Veja na íntegra a entrevista com o vocalista Bruno Gouveia sobre os sonhos do Biquíni Cavadão e a opinião do grupo sobre o SuperStar abaixo.

Após 30 anos de carreira, o que gostariam de fazer e ainda não fizeram? 
Tudo isso e muito mais: tocar em Fernando de Noronha, fazer show no Japão, cantar com Roberto Carlos, compor com muita gente boa. Sempre é bom ter sonhos.

Vocês estão juntos desde a escola, como é a convivência de vocês? Qual é o segredo para manter a mesma formação da banda?
Respeito é a palavra de ordem. Sabemos entender os humores de cada um, mas, claro, nem tudo são flores. Discutimos muito, mas acatamos a decisão da maioria vencedora.

Qual momento vocês elegem como o mais marcante da banda?
Eu sempre digo que este momento é o agora, mas claro que colecionamos muitos bons momentos. O primeiro show profissional foi inesquecível para nós, já que estávamos muito nervosos.

Quais dicas vocês podem dar para as bandas do SuperStar?
Paciência na baixa e humildade na alta. Em 30 anos, vimos muita gente boa passar como um cometa pelo show business por não saber respeitar esta simples regra.

O que vocês estão achando do programa? E das críticas e dicas dos jurados?
Eu acho que é uma janela que se abre para o Brasil ouvir boa música, novos talentos e descobrir que há muito mais estilos que o modismo vigente. Gosto de várias bandas e os jurados tem uma tarefa difícil ao analisar cada apresentação. Conhecemos bem o Paulo Ricardo que é um grande cantor, compositor e tem ótimas colocações a cada programa. Admiro o talento de Sandy e doThiaguinho. Nós já cantamos ‘Janaína’ com ele”.

biquini_3

 Fonte: GSHOW 

 

Comentários

Nome

E-mail

Comentário