PUBLICIDADES
PUBLICIDADE
  • Facebook do Uirauna.net
  • Twitter do Uirauna.net
  • Canal do youtube do Uirauna.net
  • Instagram do Uirauna.net
  • Whatsapp do Uirauna.net
  • Feed do Uirauna.net
6 dez 2015

Banda 5 de Agosto e Orquestra Sinfônica de JP encerram o III Festival de Música Clássica


Banda 5 de Agosto e Orquestra Sinfônica de JP encerram o III Festival de Música ClássicaO encerramento do III Festival Internacional de Música Clássica, na tarde destesábado (5), trará dois patrimônios da música local em repertório erudito e popular: a Banda de Música da Cidade de João Pessoa, mais conhecida como 5 de Agosto, às 14h, na Igreja da Misericórdia, e a Orquestra Sinfônica Municipal de João Pessoa (OSMJP), às 17h, na Praça Dom Adauto (a Praça do Bispo), no Centro Histórico.

A 5 de Agosto entra com a “Abertura La Gazza Ladra”, de Gioachino Rossini. Trata-se de uma ópera melodrama em dois atos, célebre pelo som de caixas do começo. Em seguida, vem o “Concerto para trompete em Mi bemol maior”, de Haydn, com arranjo do maestro Rogério Borges.

A banda também tocará a “Sinfonia n° 9”, do checo A. Dvořák. Conhecida como “Sinfonia do Novo Mundo”, foi composta em 1892, período em que o compositor estava nos EUA e mesclava sentimentos de encantamento com a nova e saudades da antiga terra.

De Fredson Silva, entra a “Suíte nº 1”; de Dimas Sedícias, exímio instrumentista de cordas pernambucano, o “Frevo Concertado”; e de Carlos Gomes, a Abertura da ópera “O Guarani”, com arranjos de Herbert L. Clarke.

Praça D. Adauto, 17h – O último concerto da programação do III Festival Internacional de Música Clássica de João Pessoa trará para a Praça Dom Adauto a Orquestra Sinfônica Municipal de João Pessoa (OSMJP) em um concerto variado: do Romantismo de Tchaikovsky, com a “Abertura 1812” (quando à orquestra se agregarão músicos da Banda 5 de Agosto) e “Variações ‘rococó’ para violoncelo e orquestra op. 33” (esta com participação do cellista alemão Benedikt Klöckner, um dos homenageados do ano), ao nacionalismo folclórico de Mussorgsky, com a peça orquestral “Uma noite no Monte Calvo”, passando pela peça de abertura, “Lamento e dança brasileira”, do maestro pernambucano Clóvis Pereira.

O III Festival Internacional de Música Clássica cumpriu uma agenda de 23 concertos no total, que circularam pelas igrejas São Bento, Baptista, do Carmo, São Francisco e Misericórdia, com um catálogo de bandas, grupos camerísticos e sinfônicos em diferentes formações. Quinze solistas de seis países diferentes (Brasil, EUA, Holanda, Alemanha, Israel e Japão) participaram. O evento, uma realização da Prefeitura de João Pessoa, por meio da sua Fundação Cultural (Funjope) e patrocinado pelo BNDES, demonstrou mais uma vez ser sucesso de público e crítica em apresentações repletas.

 Fonte: Acontece Santyago 

Comentários

Nome

E-mail

Comentário