PUBLICIDADES
PUBLICIDADE
  • Facebook do Uirauna.net
  • Twitter do Uirauna.net
  • Canal do youtube do Uirauna.net
  • Instagram do Uirauna.net
  • Whatsapp do Uirauna.net
  • Feed do Uirauna.net
24 jun 2015

Baby do Brasil e Pepeu Gomes tocarão juntos no Rock in Rio


baby-do-brasil-pedro-baby-e-pepeu-gomes-no-arpoador-durante-entrevista-para-anunciar-que-tocarao-juntos-no-rock-in-rio-1435088850547_615x470Depois de quase três décadas sem se apresentarem como dupla, Baby do Brasil e Pepeu Gomes farão um show em família no Palco Sunset do Rock in Rio 2015. A novidade foi anunciada na tarde desta terça-feira (23) e o grande responsável pela reunião dos dois cantores –que foram casados por 18 anos e estão separados há 24– foi o filho deles, Pedro Baby. Assim que o curador do palco, Zé Ricardo, sugeriu que Baby tivesse um convidado no show do dia 20 de setembro, ele não pensou duas vezes antes de sugerir o nome do pai.

“Sou suspeito pra falar deles e até tenho que tomar cuidado, porque me emociono. Falei pro Zé que não teria um convidado mais especial que o Pepeu. Ele ficou muito empolgado. Agora é a hora de curtir e preparar uma grande apresentação pra esse público que está sedento por ver os dois juntos. Vou até preparar um plano de saúde especial”, brincou Pedro, que viu os pais cantarem juntos pela última vez em 1988, quando tinha dez anos, além de alguns encontros com os Novos Baianos, entre elas a reunião que gerou o disco duplo “Infinito Circular”, em 1997, e na Virada Cultural de 2009.

Depois de ter se dedicado à vida religiosa e ter se afastado dos palcos, Baby voltou a se apresentar com o projeto “Baby Sucessos”, que resgata clássicos de sua carreira e é dirigido pelo filho. “Em todo show, eu dizia: ‘Se alguém encontrar com o Pepeu, diga que esse show é em homenagem a ele’. Agora ele vai estar presente e o Brasil inteiro vai ver”, afirmou a cantora.

O guitarrista conta que recebeu todos os recados, aliás. “Em todo lugar que eu ia, saindo do hospital, no restaurante, no aeroporto, as pessoas pediam pra falar comigo, como se fosse a primeira vez. Pensei: ‘Beleza, uma hora dessas vou ter que aparecer'”, contou ele, aos risos.

Química

O repertório da apresentação ainda é mantido em segredo, mas Pedro deixa escapar que músicas como “Telúrica” e “A Menina Dança” devem entrar no setlist. Para Pepeu, não é preciso grande esforço para recuperar a química que o casal tinha nos palcos. “Só de beber essa água juntos aqui já recuperamos”, brincou. “Se a gente sair agora e fizer um show vai ser igualzinho há 30 anos. Essas coisas não se perdem. As músicas que nós fizemos nos anos 70 continuam sendo renovadas. Os pais que adoravam a gente agora levam os filhos para ver os caras que eles gostavam”, disse o cantor.

Baby concorda: “A gente tem uma memória. Imagine a gente morando dez anos juntos, os meninos nascendo, aqueles momentos maravilhosos no sítio. Vai ser como se nenhum segundo de tempo tivesse passado”.

Presente em todas as edições do Rock in Rio no Brasil, Pepeu se lembrou da primeira vez em que pisou no palco do festival, em que Baby cantou grávida de oito meses do filho caçula, Kriptus. “Foi barra pesada. Erasmo Carlos falou que não ia entrar porque só tinha gente heavy metal na plateia. Tive que mudar o repertório na coxia. Ou eu me consagrava ou eu pendurava as chuteiras. Como eu não nasci pra perder, fui em frente”, lembra o cantor, que tem orgulho de defender uma guitarra essencialmente brasileira.

Segundo Pedro, a reunião musical e familiar aconteceu no tempo certo. “Toda família tem sua fase de amadurecimento. Antes talvez eu não estaria apto para dirigir esse show”, analisa.

  UOL

Comentários

Nome

E-mail

Comentário