PUBLICIDADES
PUBLICIDADE
  • Facebook do Uirauna.net
  • Twitter do Uirauna.net
  • Canal do youtube do Uirauna.net
  • Instagram do Uirauna.net
  • Whatsapp do Uirauna.net
  • Feed do Uirauna.net
9 nov 2017

Argentinos devem abrir “barca” do Flamengo para 2018


Federico Mancuello foi contratado no começo de 2016 por US$ 3 milhões (então cerca de R$ 12 milhões), com o Flamengo ficando com 90% dos direitos econômicos do atleta revelado pelo Independiente. Depois de boas participações no ano passado, quando fez os gols das vitórias sobre o Atlético Paranaense, de letra ; e Cruzeiro, aos 44 do segundo tempo, o argentino perdeu terreno. Com Reinaldo Rueda atuou por apenas 65 minutos, no 1 a 1 com o Avaí, na Ilha do Governador, em 23 de setembro.

Uriel Pérez , empresário do meia, está na Argentina fazendo contatos. México, Rússia ou uma volta ao país de origem são possíveis destinos para o atleta contratado junto a um dos possíveis adversários do Flamengo na final da Copa Sul-americanas, caso o time passe pelo Júnior de Barranquilla — o outro é o Libertad, do Paraguai. Antes da chegada do técnico colombiano, Mancuello fez 65 jogos pelo clube carioca, venceu 36, empatou 15 e perdeu 14, com nove gols, o último deles no 1 a 1 com o Atlético, em Curitiba.

Gols de Mancuello pelo Flamengo, não incluídos os assinalados em jogos do Estadual

O blog apurou que, embora não reclame publicamente, Mancuello está profundamente insatisfeito, pois Rueda não o escala, em muitos jogos sequer o relaciona, e não diz quais os motivos. Nos treinos o escala em qualquer posição para compor, até como lateral! Obviamente o jogador quer atuar e, automaticamente, começa a sonhar com uma transferência.

Seu compatriota, Dario Conca, sabe que a volta ao Shanghai SIPG está prevista para o início de 2018. Ele jogou por apenas 15 minutos com o atual treinador, no empate com o Paraná Clube (entrou no lugar de Geuvânio aos 30 do segundo tempo) que decretou a eliminação (nos pênaltis) da Primeira Liga.

Caso Conca não tivesse entrada em campo — antes fez oito minutos diante do Fluminense (entrou no lugar de Cuellar) e participou pelo mesmo tempo contra a Ponte Preta (substituiu Diego) no primeiro turno do Brasileiro —, o Flamengo não teria que pagar parte de seus salários. Ao escalar o ex-tricolor por 16 minutos — depois ele ficou de fora meses, sem as condições ideais — os rubro-negros assumiram um custo mensal que, acumulado, deve girar em torno de R$ 2,5 milhões até o adeus do meio-campista.

Conca na Série A pelo Fla: passes trocados apenas com Arão e Rodinei em 16 minutos

Mancuello não joga por opção do técnico, mas pode render uma negociação interessante, afinal, já defendeu a seleção argentina e tem mercado no continente. Resta saber se alguém no clube assumirá a responsabilidade pela decisão de colocar Conca à disposição do então técnico Zé Ricardo, sendo que quase um semestre depois o atleta não apresenta condições de competitividade.

Afinal, ele tem vínculo com o time chinês e, se nada de novo acontecer, após ser apresentado como “supercraque” — clique aqui e veja a entrevista coletiva de apresentação de Conca — que faria assistências e gols (vídeo abaixo), deixará apenas custos na sua passagem pelo Flamengo.

 

 

Fonte: ESPN 

Comentários

Nome

E-mail

Comentário