PUBLICIDADES
PUBLICIDADE
  • Facebook do Uirauna.net
  • Twitter do Uirauna.net
  • Canal do youtube do Uirauna.net
  • Instagram do Uirauna.net
  • Whatsapp do Uirauna.net
  • Feed do Uirauna.net
25 out 2017

Após definir base, veja os grupos da ‘morte’ e da ‘moleza’ que Brasil de Tite pode ter na Copa


O Brasil já sabe onde ficará na Copa do Mundo. Segundo Edu Gaspar, diretor de seleções da CBF, a equipe já tem tudo encaminhado e deve ficar mesmo em Sochi, que atraiu a confederação brasileira por conta da boa infraestrutura após receber os Jogos de Inverno de 2014.

Com isso, é possível pegar a calculadora e fazer as contas: em termos de logística, qual é o melhor grupo para o Brasil cair na Copa?

Explica-se: apesar de nem ter todos os times definidos, o Mundial já tem a tabela estruturada. Resta apenas que as siglas (A2, B1, C3 e assim por diante) se transformem em times de verdade. Clique aqui para ver a tabela.

O Brasil será cabeça de chave. Logo, terá uma sigla com uma letra e o número 1. Também já sabe que não estará no grupo A, destinado à Rússia, dona da casa.

Ou seja: na tabela oficial, a seleção comandada por Tite se transformará em B1, C1, D1, E1, F1, G1 ou H1.

Considerando os locais de cada jogo e que a equipe sempre volta à Sochi ao final de suas partidas, o melhor grupo seria o B. Assim, o Brasil jogaria uma partida em Sochi mesmo, outra em Moscou e a última em Saransk.

Passando na primeira colocação e indo até a final, o Brasil jogaria as oitavas em Moscou, as quartas em Sochi e tanto a semifinal como a decisão em Moscou – logo, nem precisaria voltar para Sochi entre os dois jogos decisivos.

Assim, percorreria ‘apenas’ 11,5 mil quilômetros.

Uma diferença considerável para o segundo melhor grupo, o F, onde o Brasil percorreria 17,5 mil km nas mesmas condições – passando em primeiro lugar e sempre voltando a Sochi.

O grande ‘inferno logístico’ para Tite seria cair no grupo C. Assim, a seleção passaria por Kazan, Ecaterimburgo, Moscou, Kazan, Níjni Novgorod, St. Petesburgo e Moscou, percorrendo um total de mais de 27 mil km.

Curiosamente, neste caso, pensando unicamente na logística, seria até melhor que o Brasil passasse às oitavas de final em segundo. Assim, a distância cairia para 18,5 mil quilômetros.

Mesmo com a segunda colocação, a melhor logística segue no grupo B. Neste caso, porém, a quilometragem subiria para 16,7 mil. Como vice, o pior cenário seria o grupo D: quase 26 mil quilômetros.

O sorteio dos grupos da Copa do Mundo acontece no dia 1º de dezembro, na Rússia.

Fonte: ESPN

Comentários

Nome

E-mail

Comentário