PUBLICIDADES
PUBLICIDADE
  • Facebook do Uirauna.net
  • Twitter do Uirauna.net
  • Canal do youtube do Uirauna.net
  • Instagram do Uirauna.net
  • Whatsapp do Uirauna.net
  • Feed do Uirauna.net
9 dez 2017

Após anunciar saída da política, Tiririca desperta interesse de emissora


Depois de 7 anos atuando no Congresso Nacional como deputado-federal, o humorista e palhaço Tiririca anunciou recentemente no plenário da Câmara dos Deputados que não concorrerá à reeleição em 2018. Ele, que foi eleito com um número recorde de votos – muitos deles de protesto – afirma ter se desiludido com a política.

Já experiente por sua atuação humorística na televisão brasileira, Tiririca já despertou o interesse de emissoras de televisão após anunciar sua saída do Congresso. De acordo com o jornalista Fernando Oliveira, o Multishow é um dos canais que avaliam encaixá-lo em algum projeto futuro.

Tiririca, como já mencionado, tem larga experiência em participações em programas de TV. Ele já esteve no elenco de programas como Domingo Legal, Show do Tom e Pânico.

TIRIRICA ANUNCIA DESISTÊNCIA DA POLÍTICA AOS PRANTOS

O deputado federal Everardo Oliveira Silva, do partido PR de São Paulo, renunciou ao cargo de deputado federal na tarde desta quarta-feira, 06 de dezembro. A notícia foi dada pelo jornalista e apresentador Leo Dias, do programa Fofocalizando.

“Estou decepcionado com a política brasileira. Sempre sofri muito preconceito”, disse o palhaço Tiririca durante o seu desabafo. Vale dizer que ele ainda tinha mais um ano de mandato na política, já que as eleições para 2019 acontecem só no final do ano que vem.

No último domingo, 03 de dezembro, Tiririca já havia dado sinais de descrença da política durante entrevista para o jornalista Roberto Cabrini do programa Conexão Repórter. O dono do hit ‘Florentina’ não pretendia mais se candidatar na próxima eleição.

O palhaço ainda falou sobre suas expectativas para o futuro do país. Sobre as eleições presidenciais de 2018, tiririca pontou que se precisa de uma renovação na política. Segundos depois, no entanto, anunciou que votaria em Lula para o mais alto cargo do executivo do país.

Comentários

Nome

E-mail

Comentário